17.1 C
São Paulo
domingo, 21 de abril de 2024

Mediação extrajudicial online é tendência para o mercado de seguros em 2023

Ao iniciarmos um novo ano, especialistas apontam tendências e expectativas para o mercado. No setor securitário não é diferente, o uso da tecnologia e as ações que colocam o cliente no centro do negócio foram listadas como algumas tendências para 2023. Nesse sentido, a mediação extrajudicial online surge como um mecanismo inovador na prevenção de litígios e na finalização de ações processuais em tramitação. O procedimento jurídico une tecnologia, pois as tratativas para o encerramento da disputa ocorrem em ambiente online e coloca o cliente no centro, o segurado participa ativamente na construção do acordo apresentando suas necessidades. Sendo assim, a via alternativa preza pela satisfação do cliente.

Para a advogada, mediadora e diretora da MediarSeg – primeira empresa brasileira especializada em solucionar conflitos do setor securitário, a frase: “Não basta simplesmente satisfazer os clientes, é preciso encantá-los”, do pai do marketing, Philip Kotler, deve ser um lema para as companhias de seguros que procuram fidelizar o cliente mesmo em caso de controvérsias. “Alcançamos resultados bem expressivos com o uso da mediação extrajudicial online. Recebemos muitos feedbacks dos advogados das partes demonstrando satisfação por finalizarem a lide por meio do acordo. Ao utilizar o método alternativo à jurisdição, a seguradora reduz os dispêndios, o procedimento é mais econômico que o processo judicial, gera imagem positiva para a companhia, pois o segurado percebe que a empresa está agindo de boa-fé e se sente valorizado por apresentar soluções”, explica a diretora.

A via judicial ainda é o meio mais utilizado pelos segurados para solucionar as lides, mas esse cenário pode mudar. Este ano, o Poder Judiciário instituiu como meta incentivar as práticas autocompositivas. “Todos os anos batemos na tecla de que o Poder Judiciário pode entrar em colapso, os dados divulgados pelo Conselho Nacional de Justiça confirmam as nossas preocupações. Em 2021, mais de 77 milhões de ações estavam à espera de uma solução. Precisamos fazer um trabalho em conjunto para que ocorra a diminuição de processos. O setor securitário pode contribuir ativamente para o bom funcionamento do Poder Judiciário. Lembrando que, por meio da mediação extrajudicial online, todos saem ganhando”, afirma Mírian.

A mediação extrajudicial online é um procedimento amparado pela Lei 13.140/2015, ela é indicada para a resolução de conflitos que envolvam direitos disponíveis, pode ser utilizada em qualquer parte da controvérsia, ou seja, na fase pré-processual, durante a tramitação do processo ou após sentença prolatada. “Já acompanhamos casos em que uma das partes não estava satisfeita com a determinação do juiz e recorreu. Quando isso acontece, instaura-se uma verdadeira batalha judicial. Isso representa mais custos, desgaste emocional e, até mesmo, o fim da relação entre cliente e empresa. Em casos de conflitos, acaba tornando-se comum o cliente cancelar o serviço para colocar fim na relação com a companhia de seguros. A mediação extrajudicial online preserva os laços e extingue de maneira satisfatória a disputa”, revela a mediadora.

O trabalho desenvolvido pela MediarSeg é colaborativo, humanizado e tecnológico. “Trabalhamos com Inteligência Artificial para localizar processos em todo Brasil antes da companhia receber a citação. Isso possibilita que a nossa equipe trabalhe em conjunto com o departamento jurídico para encerrar a ação de maneira célere. Além disso, nossos especialistas utilizam técnicas de psicologia para aproximar as partes e gerar empatia entre os envolvidos. O resultado é muito positivo, o cliente permanece na carteira e a relação com a companhia é preservada”, finaliza a diretora da MediarSeg, Mírian Queiroz.

Autora:

Priscila Botelho

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio