26.3 C
São Paulo
quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

As 4 Estações E A Vida Cristã.

Declarou Deus: “Haja luminares no firmamento do céu a fim de separar o dia da noite; e sirvam eles de sinais para definir as estações, dias e anos; (Gênesis 1:14) Bíblia King James.

10Guardais dias, meses, tempos e anos. (Gálatas 4:10). Bíblia King James.

kit Quadros decorativos estações do ano Ambiente MDF no Elo7 | Artesanato  Menina Delicada (AFF077)

A expressão: “Debaixo do Sol” é uma forma figurativa usada pelo “Qqhélet” isto é, “O pregador” a fim de refletir a vida aqui na esfera terrestre. É uma mistura de sentimentos, vivências e experimentações, formando assim; uma forma ampla de viver e compreender a vida, como também; buscar sentido. A vida nesta ordem cósmica, neste sentido diurno, nesta incidência filosófica, ideológica e prática, leva-nos a questionamentos inevitáveis, Onde, Como, Por que? são congruências norteadoras de nossas vivências, os quais; servem-nos de norte, no sentido de encontrar-nos respostas, das mais dispendiosas e multifacetadas. Contudo; as quatro estações não apenas norteiam o transcorrer da vida “debaixo do sol”, como também; caracterizam nossas experiências, dentro de suas especificidades caracteristicamente, a elas relacionadas. Primavera, Verão, Outono e Inverno, figuram não apenas condições climáticas e temperaturas difusas, mas também, de maneiras muito peculiares, sintetizam nossas experiências, nossos sentimentos e nossas experiências, “Debaixo do sol”. Vejamos!

O Verão e a Vida Cristã. O verão é uma figura característica do início da vida Cristã. O começo na vida da maioria das pessoas que se achegam ao Evangelho é o tempo de vigor espiritual. Onde, o espírito, o coração e a alma, do recém convertido está em “chamas”! O escritor do Livro do Apocalipse, o denomina, como: “O Tempo do Primeiro Amor”  4Entretanto, tenho contra ti o fato de que abandonaste o teu primeiro amor. (Apo. 2:04) Bíblia King James. As coisas para serem confirmadas, precisam passar pelo prisma do tempo, em muitos aspectos, só o tempo mostra realmente, o que se é, o que se vive, e o que se tem, e a vida cristã não está livre desta expectativa. Há exceções, mas a predominância é compatível com o que estamos dizendo.

O PRIMEIRO AMOR “O Verão espiritual”

a) Nele, palavra e ação, caminham de mãos dadas. Nesse tempo, a alma pega fogo! 17E tudo quanto fizerdes, seja por meio de palavras ou ações, fazei em o Nome do Senhor Jesus, oferecendo por intermédio dele graças a Deus Pai. Geralmente os começos são cheios de “disposição” e “comprometimentos”. Há um grande desejo em compartilhar com os outros, o que Deus tem efetuado em nós. E nos colocamos, na trincheira da frente, no desejo ardente de batalhar e combater o bom combate.

b) No verão espiritual, no “Primeiro amor” é só “love!” Há uma consciência extrema de que, “O vosso trabalho não é vão no Senhor”. 57Contudo, graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo!”

58Portanto, meus amados irmãos, permanecei firmes e que absolutamente nada vos abale. Dedicai-vos, dia após dia, à obra do Senhor, plenamente conscientes de que no Senhor, todo o vosso trabalho jamais será improdutivo. (1ª Aos Cor. 15:57-58) Bíblia King James.

c) No “Primeiro amor” estamos dispostos a dar razão de nossa fé. 5Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai ao máximo todas as oportunidades. 6A vossa maneira de falar seja sempre agradável e bem temperada com sal, a fim de saberdes como deveis responder a cada pessoa. (Carta aos Colossenses 4:06) Bíblia King James.

O OUTONO E A VIDA CRISTÃ. (NEM TUDO SÃO FLORES!).

O Outono, na vida comum, como na vida espiritual, nos faz pensar, “O Super aquecimento passou!”. Aqui, o cristão começa a sentir o ventinho mais frio passando pelas arestas de nossos corações. É o tempo em que ele por si só, começa a experimentar novas vivências, as quais, lhes trarão, novas sensações e sentimentos espirituais.

a) Sentimos o fogo ardente da provação. 12Amados, não vos assusteis com a provação que surge entre vós, como fogo ardente, com o objetivo de provar a vossa fé. Não entendais isso como se algo estranho vos estivesse acontecendo. 13Contudo, alegrai-vos por serdes participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também vos alegreis e exulteis na revelação da sua glória. (1ª Epístola de Pedro. 4:12-13) Bíblia King James.

b) Começamos a “duvidar” daquilo que ouvimos.  20Mesmo considerando tudo isso, não duvidou nem foi incrédulo quanto ao que Deus lhe prometera; mas, pela fé, se fortaleceu, oferecendo glória a Deus, 21estando absolutamente convicto de que Ele era poderoso para realizar o que havia prometido. (1ª de Pedro. 4:20-21).

c) Iniciam-se às tentações! 13Não vos sobreveio tentação que não fosse comum aos seres humanos. Mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além do que podeis resistir. Pelo contrário, juntamente com a tentação, proverá um livramento para que a possais suportar. A Ceia de Cristo e a ceia dos demônios (1ª aos Coríntios 10:13) Bíblia King James.

O Inverno e a Vida Cristã. ” O Que já foi Bom pode se tornar pior!”.  17Orai constantemente. 18Dai graças em toda e qualquer circunstância, porquanto essa é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. 19Não apagueis o fulgor do Espírito! 20Não trateis com desdém as profecias, 21mas, examinai todas as evidências, retende o que é bom. 22Afastai-vos de toda a forma de mal. (1ª aos Tessalonicenses 5:17-21) Bíblia. King James.

a) Os Valores São Invertidos. 20Ai dos que usam o mal como sinônimo de bem e chamam o bem de mal, que fazem das trevas luz e da luz, trevas, do amargo, doce e do doce, fel!

21Ai dos que são sábios a seus próprios olhos e inteligentes na sua própria opinião!

22Ai dos que são valentes para beber muito vinho e mestres em misturar bebidas fortes,

23que absolvem o ímpio mediante suborno e negam ao inocente a sua justiça (Isaías 5: 20-23) Bíblia King James.

b) O Mal passa a ser tido como sinônimo de bem.

c) O homem passa a ter uma errada visão de si mesmo. Ver. 21.

d) O amargo passa a ser doce. Ver. 20. O inverno espiritual não existe para nos matar de frio, nem tão pouco, para que vivamos debaixo de uma frieza espiritual sem fim, mas é um tempo em que temos, a oportunidade de confiarmos plenamente em Deus.

A PRIMAVERA E A RENOVAÇÃO MENTAL DO CRISTÃO. A Primavera é uma das estações mais cortejadas, não apenas pelas cores diversas reluzentes nos campos, nem tão somente, pela variedade de flores, na vida cristã, Primavera tem cheiro de vida, tem perfume fé e tem, a certeza de nossa esperança, isto é; valeu a pena! Chorar, sofrer e viver por Cristo e para Ele.

a) Abra a sua mente como o botão de uma flor!1Portanto, caros irmãos, rogo-vos pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto espiritual. 2E não vos amoldeis ao sistema deste mundo, mas sede transformados pela renovação das vossas mentes, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus (Romanos 12:01-02) Bíblia King James.

b) A Primavera é a plenitude de uma nova esperança. Cultive coisas boas em seu jardim! (Coração). 5Pois sua fúria dura um só instante, mas sua misericórdia prolonga-se através da vida. O pranto pode durar uma noite, mas a alegria nasce ao romper do dia (Salmo>30:05) King James. Nunca se esqueça, a nuvem cobre o sol, mas isso; não quer dizer que ele não esteja ali.

c) Na Primavera. As forças são renovadas. 31mas aqueles que esperam no SENHOR renovam suas forças. Voam alto como águias; correm e não se fatigam, caminham e não se cansam. (Isaías. 40:31). Bíblia King James.

Conclusão. Não sei qual das 4 estações você vive hoje, Talvez, como muitos, você começou a todo vapor, o tempo foi passando, os dias se escureceram, e após um Outono mormo espiritualmente, sua vida hoje, represente um inverno espiritual, onde suas convicções, forças e incertezas latejam sua mente e sufocam seu coração, todavia, a Primavera virá, a despeito de tudo que você tenha vivido, sentido e experimentado anteriormente, o fato é que Deus, renova nossas forças, revivifica nossa alma e nos alimenta, nos maiores desertos de nossa existência. Deus é bom! E suas misericórdias, se renovam pela manhã, como uma flor que se abre para vida.

Telles dos Santos
O autor é Teólogo, Bacharel e Pós graduado em Teologia (PUC-PR). Faculdade Teológica Sul-americana (FTSA) Formado em Pedagogia Universidade Nove de Julho (uninove SP) e Pós Graduado em Neuropsicopedagogia pela Faculdade São Luís (SP) e pós graduado em Ciências da Religião. (Faculdade Batista de Minas Gerais).

Deixe uma resposta

Leia mais