21.2 C
São Paulo
terça-feira, 30 de novembro de 2021

CHEFÃO DE CARTEL MEXICANO ESTARIA ESCONDIDO NO RIO DE JANEIRO E POSSUIRIA PASSAPORTE MEXICANO VÁLIDO

A saga de AMADO CARRILO FUENTES ou LUCIO RUEDA BUSTOS, como foi condenado no Brasil pelo ex juiz Sergio Moro parece estar longe de ser decifrada.

Lucio, que utilizava nome FALSO de ERNESTO PLASCENCIA SAN VICENTE conseguiu driblar a justiça brasileira ao conseguir emitir uma CNH verdadeira junto ao Detran de São Paulo mesmo depois de condenado pela 2ª Vara Federal do Paraná, pelo ainda Juiz Sergio Fernando Moro.

No entanto, o que quase ninguém sabia, é que além, da Carteira Nacional de Habilitação, Lucio ainda teria votado nas eleições brasileiras que viriam após sua condenação, utilizando título de Eleitor válido, estando respondendo inquérito policial no Distrito Federal por esse motivo.

Além dos documentos nacionais mencionados, o que realmente intriga é a aquisição de documentos internacionais como PASSAPORTE, que lhe foi entregue no próprio Consulado Brasileiro em São Paulo e até uma CERTIDÃO DE NASCIMENTO internacional chamado de APOSTILAMENTO, aceito por mais de 110 países através da assinatura de Tratado na Convenção de Haia de 05 de outubro de 1961, do qual o Brasil foi signatário.

O referido passaporte e o apostilamento em nome de Ernesto Plascência San Vicente continuam válidos, sendo certo que sobra a Justiça Brasileira e Mexicana explicarem como o “senor de los cielos” conseguiu tais documentos.

Já se sabe que o braço financeiro de Amado Carrilo Fuentes ou Lucio Rueda Bustos, REMIGIO SORIANO MEJIA possui associados aqui no Brasil e que tem facilitado a emissão e a entrada de tais documentos no país, assim como de recursos financeiros.

Ao que parece, Lucio ou Amado estaria residindo no Rio do Janeiro, com a ajuda de alguns empresários daquela cidade, de Goiânia e da região Sul do País, financiados por Remígio, e por um de seus irmãos mexicanos, conhecido por COMPANHERITO, aqui no Brasil.
Dessa forma, estariam tentando lavar no Brasil o dinheiro vindo de fora, México e EUA, sobretudo com a aquisição de títulos públicos podres (LTNs e Águias Negras), além de pedras preciosas como esmeraldas e diamantes.
Um empresário do Rio de Janeiro chamado Renato R.C.P Leme seria a pessoa que estaria comandando os negócios no Rio de Janeiro, juntamente com Waldemar Dutrain e uma mulher de Goiânia conhecida como PATRÍCIA GORDA, famosa no meio dos “papeleiros” brasileiros .
Em suma, o pagamento das despesas e aquisições de ativos financeiros podres, como LTNs, Águias Negras e até mesmo esmeraldas e diamantes brasileiros, estariam sendo utilizados para a entrada e saída do dinheiro mexicano no Brasil, já provado pelas várias entradas do mexicano Remigio ao Brasil.
Fato é que os documentos estão aí para serem analisados pela justiça brasileira e mexicana, já que até o presente momento ninguém sabe o paradeiro de Lucio ou Amado Carrilo Fuentes aqui no Brasil, desde de sua saída do Presídio da Papuda em Brasília-DF, em março de 2020.
Acredita-se que agentes da Interpol e da DEA já estariam no Brasil apurando todas essas denuncias!!!!

Deixe uma resposta

Leia mais