22.4 C
São Paulo
sábado, 15 de junho de 2024

TAG

ciência

A teoria da  Panspermia como Abordagem Exploratória na Compreensão da Origem da Vida

Panspermia explica a hipótese de que a vida existe em todo o Universo, distribuída por meteoros, asteroides e planetoides.

A ANOMALIA DO ATLÂNTICO SUL (AAS)

A anomalia do Atlântico Sul (AAS) é um fenômeno geofísico caracterizado pelo enfraquecimento do campo magnético da Terra sobre a região do Oceano Atlântico Sul. A AAS tem sido objeto de estudo de muitos cientistas ao redor do mundo, devido à sua magnitude e potencial impacto em tecnologias baseadas em satélites, como navegação e comunicações. Várias teorias foram propostas para explicar a origem da anomalia, mas ainda há muitas incertezas sobre o assunto. Este artigo apresenta uma revisão da literatura sobre a anomalia do Atlântico Sul, com foco em suas características, origem, impactos e pesquisas recentes.

50 anos atrás, Copérnico da NASA estabeleceu o padrão para a astronomia espacial

O Observatório Astronômico Orbital C – chamado Copernicus em órbita – fica na sala limpa do Hangar AE na Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, na Flórida, após a montagem de seus painéis solares estacionários. Copérnico era o único membro da série que ostentava as grandes estruturas cilíndricas no topo da espaçonave, que impediam que a luz difusa chegasse aos instrumentos.

Novo estudo sugere que anfíbios pré históricos tinham glândulas de veneno como sapos

De acordo com estudos morfológicos, anfíbios primitivos podiam sim ter glândulas venenosas para proteção.

Planetas Recém-Descobertos À Beira Da Destruição

Maunakea, Havaí – Três planetas recém-descobertos orbitam perigosamente perto de estrelas que estão chegando ao fim de suas vidas. Dos milhares de planetas extra-solares encontrados até...

Telescópio de espelho líquido começa a operar.

Os telescópios com espelho líquido são telescópios com espelhos feitos com um líquido reflexivo. O líquido mais comum usado é o mercúrio, mas outros líquidos também funcionam.

Placas tectônicas e deriva dos continentes são impulsionadas pela gravidade.

A litosfera – nome dado para designar toda a porção sólida superior da Terra – é bastante fina em relação ao interior do planeta, de forma que ela foi facilmente rompida ao longo do tempo em função da pressão interna exercida pelo magma. O movimento das placas, resultado dessa ruptura, é continuado em razão da pressão exercida pelas correntes ou células de convecção do magma terrestre.

Vela solar apoiada pela NASA pode levar a ciência a novas alturas

Velas solares são um tipo de propulsão que utiliza pressão de radiação para gerar aceleração. Elas são feitas de grandes espelhos membranosos de pouca massa que ganham momento linear ao refletirem fótons.

As estrelas de nêutrons

Na astronomia, a estrela de nêutrons é um objeto astronômico super denso, composto quase que inteiramente de nêutrons, que possui alta velocidade e temperatura, forte gravidade e campos magnéticos.

Entenda a imagem do buraco negro Sagitário A*

(Sgr A* - sigla), é uma fonte de rádio astronômica brilhante e muito compacta localizada no centro da Via Láctea, perto da fronteira das constelações de Sagitário e Escorpião. É parte de um objeto astronômico maior conhecido como Sagittarius A. Acredita-se que Sagitário A* seja a localização de um buraco negro supermassivo, como aqueles que geralmente estão nos centros da maioria das galáxias espirais e elípticas. As observações da estrela S2 em órbita ao redor de Sagitário A* foram usadas para mostrar sua presença e produzir dados sobre o buraco negro supermassivo central da Via Láctea e levaram à conclusão de que Sagitário A* é o local deste buraco negro. O buraco negro explodiu quase 3,5 milhões de anos atrás, devido a uma grande nuvem de hidrogênio caindo no disco de material rodopiando perto do buraco negro central.

Latest news