25.8 C
São Paulo
sábado, 24 de fevereiro de 2024

Feira Petnor movimentou R$ 30 milhões em negócios para o mercado pet e veterinário

Projetos sociais tiveram visibilidade para a causa animal com ações de adoção, castração e reciclagem

A 6ª edição da Petnor, a mais importante feira de negócios pet e veterinário do Norte e Nordeste, recebeu 160 expositores e 210 marcas de todo o Brasil no Centro de Convenções de Pernambuco. O evento movimentou R$ 30 milhões em negócios. Entre os segmentos abrangidos, fábricas, laboratórios, máquinas e equipamentos, clínicas, hospitais, pet shops, distribuidores, redes varejistas e atacadistas, pet food, cosméticos, higiene e estética.

Além da área de feira, foram realizados eventos paralelos com foco em empreendedorismo com o Degrau Pet – Palco de Empreendedorismo, a competição Petnor Groomer Show com campeonato de tosa e estética e o Congresso Nordestino de Especialidades Veterinárias de Pequenos Animais (Conevepa). “Foram sete auditórios dentro do pavilhão com aproximadamente 1,2 mil inscritos. Atualizando os conhecimentos, dialogando e enriquecendo os currículos com a programação científica e o ciclo de palestras de empreendedorismo. Podemos dizer que tivemos uma feira muito qualificada este ano e uma participação muito boa das empresas que visitamos porta a porta durante vários meses antes da feira”, avalia o organizador, Paulo André Moura.

A Petnor foi palco de diversos lançamentos e reuniões de negócios, mas também a oportunidade para dar visibilidade a projetos sociais como a ONG Anjos do Poço, abrigo que atua na defesa dos animais com resgate, castração, exames, vermifugação, vacinas e adoção, oferecendo suporte a protetores credenciados e tutores em geral.

Durante a feira, a ONG apresentou o Castramóvel, que tem capacidade para 60 castrações diárias, com área de triagem, sala de operação e o setor de pós-operatório. É também o primeiro castramóvel com equipamento de anestesia inalatória. O projeto arrecadou valores durante a Petnor por doação e pela venda de calendários para custear os insumos.

O projeto Recicla Pet tem o objetivo de juntar tampinhas de garrafa PET, colaborar com a preservação ambiental e o controle de zoonoses e animais de rua. As tampinhas são vendidas no centro de reciclagem no Jordão, bairro localizado na cidade do Recife. O valor arrecadado custeia o trabalho de castração de animais de rua.  “Nós temos vários pontos de arrecadação espalhados pela cidade e para participar do projeto existe um processo, cadastro e comprovação de renda abaixo de um salário mínimo. Aqui na Petnor conseguimos uma boa quantidade de tampinhas pet, doação de outros expositores e visitantes, mas conseguimos arrecadar também com a venda dos chaveirinhos artesanais que trouxemos”, pontua a estudante de Medicina Veterinária e voluntária do projeto Ellen Feitosa.

O Abrigo Amigo Bicho, que trouxe para Petnor alguns dos animais disponíveis para adoção, fica no bairro do Curado, localizado na laje da casa de Eduarda e Cleide Assunção, que iniciaram o projeto durante a pandemia da COVID-19. Os animais são resgatados, tratados com vermifugação, castração e exame de sangue para verificar a saúde do pet que é disponibilizado para adoção. “Nós temos alguns voluntários, mas o custo mensal é muito alto, fazemos bazar e participamos sempre das feiras”, conta a sócia fundadora, Cleide Assunção.

FEIRA – O evento é uma realização da AgênciaPE, tem patrocínio do Sebrae/PE, apoio do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-PE) e da Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Anclivepa-PE). 

Autora:

Rachel Motta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio