24.3 C
São Paulo
domingo, 10 de março de 2024

A percepção dos estudantes de psicologia sobre a possibilidade de constituição familiar por casais homoafetivos

O presente artigo, que trata da percepção dos estudantes de psicologia sobre a possibilidade de constituição familiar por casais homoafetivos, buscou-se verificar a percepção dos acadêmicos sobre essa nova possibilidade e comparar alunos ingressantes e formandos a fim de averiguar se durante a graduação do curso, houve interferência na percepção, acerca dos fenômenos. A amostra foi realizada com cinco alunos do 1º e cinco do 9º período do curso de psicologia do Unileste/MG, em Ipatinga – MG. Para isso, o direcionamento metodológico consiste na pesquisa qualitativa, com uma pesquisa de campo, que tem como instrumento para a coleta de dados a entrevista. Os conteúdos emergidos na investigação são analisados a partir da análise de conteúdo.  Os dados apontam que a percepção da maioria dos acadêmicos do 1º período é desfavorável à nova constituição familiar por casais homoafetivos, enquanto a percepção dos alunos do 9º período é favorável. Ao comparar os alunos ingressantes aos alunos formandos, percebemos que durante o curso de psicologia houve interferências na percepção dos mesmos.

Palavras-chave: Psicologia. Família. Homoafetivos.

Autoras: 

Aline Cristiane Lemos Ferreira
Luila Tássia Silva Miranda
Marlúcia Gomes de Carvalho

Download:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio