20.9 C
São Paulo
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

Caixa de segredo

27 O que vos digo às escuras, dizei-o a plena luz; e o que se vos diz ao ouvido, proclamai-o dos eirados.
Evangelho de JESUS CRISTO segundo São Mateus, cap. 10:27.

O medo é a caixa de segredo
Que anima o medo
E aumenta o mistério,
Este efêmero império
Que JESUS CRISTO,
Com o Seu Milenar ESPÍRITO
Veio destruir
Para o homem cumprir
O seu glorioso Destino,
Vencendo o abismo
Do intransponível.

“O meu maior medo foi sempre o de ter medo – física, mental ou moralmente – e deixar-me influenciar por ele e não por sinceras convicções.”
Eleanor Roosevelt (1884 – 1962).
Diplomata norte-americana e ativista dos direitos humanos.

Nunca tenha medo,
Pois ele mata a Mente
Para destruir a semente
Do Conhecimento Eterno
Que livra do inferno
O ser humano.

“A esperança é um alimento da nossa alma, ao qual se mistura sempre o veneno do medo.”
Voltaire (1694 – 1778).
Poeta, ensaísta, dramaturgo, historiador e filósofo iluminista francês.

28 Não temais os que matam o corpo e não podem matar a Alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a Alma como o corpo.
Evangelho de JESUS CRISTO segundo São Mateus, cap. 10:28.

Ele é uma pequena morte
Que fica dentro de um cofre
E que leva à aniquilação.

“O medo de perder tira a vontade de ganhar.”
Mussum (1941-1994).
Humorista, ator, músico, cantor e compositor brasileiro.

Enfrente o medo que passa por ti.
E quando ele se for
Volte o olhar interior
Para veres o rastro
De quem se afasta de fato
Vencido e cabisbaixo.

“Coragem é a resistência ao medo, domínio do medo, e não a ausência do medo.”
Mark Twain (1835 – 1910).
Escritor norte-americano.

Medo?
É apenas um segredo
Que se envia para o degredo
Na onda do mar revolto.

“Nenhum pessimista jamais descobriu os segredos das estrelas, nem velejou a uma terra inexplorada, nem abriu um novo céu para o espírito.”
Helen Adams Keller (1880 – 1968).
Escritora e ativista social norte-americana.

Onde o medo não está
Dúvida não mais haverá
E só a tua presença ali estará.

“O medo é um preconceito dos nervos. E um preconceito, desfaz-se; basta a simples reflexão.”
Machado de Assis (1839-1908).
Escritor, poeta brasileiro, fundador e presidente da Academia Brasileira de Letras.

Autora:

Zahira Zehava

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio