20.9 C
São Paulo
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

Cultivando o futuro: a importância do Engenheiro Agrônomo na criação de uma agricultura sustentável 

No país, existem cerca de 120 mil profissionais ativos e registrados, sendo 23 mil mulheres e 96 mil homens

O Dia do Engenheiro Agrônomo foi criado para lembrar a importância da profissão dentro da agronomia brasileira. Comemorado no dia 12 de outubro, a data busca valorizar os profissionais, assim como difundir as diversas tarefas que possuem no setor.

Para Leonardo Sodré, CEO da GIROAgro, uma das maiores indústrias de fertilizantes do país, a comemoração serve como um bom momento para destacar o papel dos Engenheiros agrônomos no desenvolvimento do agronegócio nacional: “O Brasil é considerado um dos maiores produtores de alimentos do mundo e isso também se deve a expertise e ao ao grande trabalho desenvolvido por estes profissionais que impulsionam a riqueza do país”.

Segundo dados do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA), existem cerca de 120 mil profissionais ativos e registrados no país, sendo 23 mil mulheres e 96 mil homens. Responsáveis pelo desenvolvimento rural, os agrônomos brasileiros podem ser considerados um dos melhores do mundo, não apenas pela qualidade de sua formação acadêmica, mas também pelo fato de terem bastante experiência frente a um cenário que se encontra em alta demanda. 

Dentro do setor do agronegócio este profissional tem um papel fundamental em auxiliar o produtor rural na produção de alimentos para o Brasil e o mundo. Sempre atentos aos desafios, os profissionais lidam diariamente com adversidades, entre elas a dependência do país em relação aos fertilizantes. Como divulgado pela Associação Nacional para a Difusão de Adubos (ANDA), mais de 70% dos fertilizantes usados na agricultura brasileira são importados, sendo de responsabilidade deste profissional a difusão da tecnologia para o uso eficiente dos fertilizantes.  Diante disso, os agrônomos buscam por meio de pesquisas e inovações tecnológicas diminuir essa dependência.

“Se mantivermos o ritmo de investimentos e aprimoramento de técnicas agrícolas com desenvolvimento tecnológico, recordes serão batidos. Isso consolida a posição de destaque do Brasil no mercado global de produção de alimentos e segurança alimentar”, analisa Sodré.

Todo esse trabalho é feito a fim de manter a eficiência do plantio, levando em conta as condições climáticas, as deficiências do solo e a demanda do mercado. Fatores importantes, já que conforme a projeção da Food and Agriculture Organization (FAO) até 2050 a população mundial chegará à marca de 3 bilhões de pessoas, havendo a necessidade de aumentar em mais de 70% a produção de alimentos. 

“Neste data, é importante lembrarmos que o reconhecimento e o apoio a esses trabalhadores não devem acontecer apenas nesse dia, mas sim tornar-se uma prática contínua. É fundamental valorizar o trabalho, como também proporcionar recursos e políticas que facilitem os serviços e promovam um ambiente favorável desses profissionais”, finaliza.

Autora:

Daniele Ferreira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio