24.8 C
São Paulo
segunda-feira, 18 de março de 2024

A Ressonância de Schumann: Quando o Pulso da Terra se Aquietou e a Influência da Mudança de Frequência em Nossas Vidas, por Wesley Oshiro

A Ressonância de Schumann permanece interrompida. Esse fenômeno tem chamado a atenção e sido relatado por inúmeras pessoas em diversas partes do globo. Uma sensação de avanço quântico, de um reinício, permeia nossas percepções.

Ao longo de milênios, a constância do pulso do campo eletromagnético terrestre, a Ressonância de Schumann, repousou na frequência estável de 7,83 Hz. No entanto, recentemente, essa constância tem se alterado, com oscilações que chegaram a ultrapassar 100 Hz em alguns momentos. As razões subjacentes a essas flutuações permanecem enigmáticas, embora algumas teorias tenham surgido. Se houver interesse, posso abordá-las posteriormente. Agora, meu foco reside em examinar o impacto desse fenômeno sobre nós, uma vez que somos, também, manifestações de vibração e, portanto, nos encontramos em constante necessidade de adaptação ao novo ambiente que emerge.

A capacidade de absorver tais frequências varia conforme a abertura individual. Sintomas podem se manifestar, tais como cefaleia, zumbido auricular, tontura, náusea, taquicardia, dificuldade de concentração, perplexidade, alterações sensoriais, fadiga, insônia, exaustão de energia, e flutuações térmicas abruptas, sejam de frio intenso ou calor sufocante. A lista se estende ainda mais.

Essa transformação na frequência tem repercussões em mutações fisiológicas, na biologia celular, e até mesmo no DNA. O campo áurico, agora vibrando em uma frequência mais acelerada, demanda sincronização pelo corpo físico. Consequentemente, os bloqueios energéticos que há muito tempo repousam nos domínios emocionais, mentais, espirituais e etéricos, iniciam um processo de desintegração. A liberação de memórias, padrões e condicionamentos aprisionados emerge desse processo. Essas camadas outrora restringidas alcançam a esfera consciente, proporcionando a oportunidade de tratá-las, compreendê-las e remodelá-las. À medida que o domínio do ego cede, a verdade essencial de cada indivíduo emerge, permitindo-o simplesmente “Ser”. À medida que a vibração se eleva, a realidade se torna menos densa e o amor se expande em amplitude.

Autor:

Wesley Oshiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio