15.3 C
São Paulo
quarta-feira, 25 de maio de 2022

Venda on-line de imóveis cresceram 26,9% no país em 2021

22/2/2022 – Sabemos que, hoje, a maior parte do público que busca comprar um imóvel opta por facilidade e menos burocracia motivo pelo qual a internet é o melhor caminhoMirando nas vendas on-line, startup imobiliária Nethomes conecta vendedores e compradores por meio de plataforma digital; para CEO da proptech, mercado imobiliário deve se manter aquecido em 2022

Em um processo que tem ganhado cada vez mais força ao longo dos últimos anos, período marcado pela eclosão da pandemia de Covid-19, as transações comerciais de imóveis realizadas de forma on-line cresceram 26,9% em 2021, de acordo com a Censec (Central de Serviços Eletrônicos do Colégio Notarial do Brasil), plataforma de dados administrada pelo CNB/CF (Colégio Notarial do Brasil – Conselho Federal), que reúne os atos praticados pelos Cartórios de Notas do país.

Em Xangri-lá (RS), um exemplo deste aquecimento do mercado de compra e venda de imóveis no Brasil se deu com o empreendimento Zen Concept Resort, da Melnick & Arcádia, que teve seus 299 lotes vendidos em apenas uma tarde. A Nethomes, como parceira da construtora, realizou todas as suas vendas on-line. A proptech que atua no setor imobiliário, ofereceu a seus clientes a oportunidade de desconto de 50% na comissão sobre o valor do terreno, estimado em cerca de R$ 300 mil – em uma negociação realizada de forma 100% digital. 

Para Renildes Snak, fundadora e CEO da Nethomes, o mercado imobiliário é amplo e tem uma expectativa de crescimento muito alta. “Para além do que é possível comprovar, com os números e dados do setor, é importante também analisar e entender o tipo de consumidor que estamos atendendo ou que estão nos buscando. Hoje o público que busca e compra imóveis, em praticamente 100% das vezes, inicia as buscas de forma on-line, e desta forma precisamos estar prontos para atendê-los de forma ágil, transparente e mais econômica”, avalia.

Renildes ainda pontua que algumas empresas do setor imobiliário passaram a atualizar seus canais digitais para atender a nova demanda. “Sabemos que, hoje, a maior parte do público que busca comprar um imóvel opta por facilidade e menos burocracia e por isso a internet é um meio positivo”, afirma. “As plataformas digitais podem auxiliar no processo de adquirir um imóvel, tornando a experiência de compra positiva, confortável e econômica”, complementa.

Transparência e valores

A empresária explica que a falta de transparência com os clientes a respeito de informações relevantes sobre os preços dos imóveis – como a tabela das construtoras e os materiais de construção – prejudicam a experiência de compra. Neste sentido, avalia, “exibir o preço do empreendimento é um fator crucial para a decisão do consumidor que está cada dia mais antenado e exigente, como foi o caso dos clientes que adquiriram seus lotes no Zen na praia de Xangri-lá no Sul do Brasil”.

Seguindo a tendência de crescimento do setor identificada em um relatório divulgado recentemente pela Abrainc (Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias) – que indicou um crescimento na venda de imóveis no país na ordem de 30%  no 2º trimestre de 2021 em relação ao mesmo período do ano anterior – a associação também vê potencial para o ano de 2022.

Conforme apontado nos dados, o mercado se mostrou positivo em 2021 e a expectativa é que neste ano a curva de crescimento seja ainda maior. “O setor imobiliário tem grandes chances de se manter acima das estatísticas, seja para lançamentos ou vendas de imóveis. Para isso, acreditamos que o meio digital será um aliado fundamental”, finaliza Renildes Snak. 

Para mais informações, basta acessar: https://www.nethomes.com.br/

Website: https://www.nethomes.com.br/

Deixe uma resposta

Leia mais