9.6 C
São Paulo
quinta-feira, 19 de maio de 2022

O país que ainda vive no século XX

Como todos sabem, quando atingimos o ano 2001 mudamos para um novo século. Século XXI para ser mais exato. Mas cabe perguntar, é possível que alguém tenha ficado para trás? Alguém que não conseguiu atravessar para o novo século XXI.

Medir séculos apenas utilizando o fator Tempo é realmente correto?

Este Colunista quer levantar a seguinte questão: e se medíssimos os séculos não mais por meio de Tempo, mas sim pelo fator Mentalidade Social.

Quando uma sociedade atingir uma determinada “maturidade de pensamento”, aí podemos falar em avanço. Para exemplificar, podemos relembrar alguns dos assuntos mais abordados no século XX no Brasil:

– Desigualdade social;

– Carro à combustão e a consequente poluição;

– Previdência social;

– Condições de trabalho;

– Precariedade na Saúde;

– Precariedade na Educação; e

– Aquecimento global.

Se você, caro leitor, ouviu alguns desses assuntos no Brasil nos últimos 5 anos, talvez o título possa fazer um mínimo de sentido.

Vários países do mundo atingiram há muito tempo um IDH excelente; carro elétrico não é apenas um projeto futuro e sim uma realidade atual; a previdência social foi trocada por independência financeira; condições de trabalho adequadas; saúde e educação como peças-chave de desenvolvimento; e o aquecimento global está sendo trocado por sociedades cada vez mais sustentáveis.

Não preciso nem citar sobre a Revolta da Vacina que aconteceu no Rio de Janeiro bem no início do século XX que infelizmente é um tema muitíssimo atual.

Agora pretendo voltar a te surpreender com a seguinte notícia: na região de São Paulo em pleno ano de 2021, se torcia aos céus para que chovesse nas regiões certas. Se você lembrou sobre as famosas danças da chuva praticadas pelos índios para que chovesse também nas regiões certas, talvez nem seja no século XX que ficamos presos.

Autor:

Renan Biaggio

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Leia mais

%d blogueiros gostam disto: