22.4 C
São Paulo
sábado, 15 de junho de 2024

Ergonomia na pandemia os desafios do engenheiro de segurança do trabalho na era do home office

O ano de 2020 foi surpreendido pelo enorme surto da doença conhecida como COVID-19 transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV2, o que gerou grande impacto na aplicação da ergonomia. O enorme surto da COVID-19 caracterizou-se numa pandemia com agravos desenfreados por todo o mundo, resultando em um grande número de mortes, desemprego, fome e novas adaptações à forma de trabalho. Para evitar a fácil transmissão entre as pessoas, o meio encontrado para prevenir a proliferação da doença no ápice da pandemia, foi o distanciamento social. Para isso, foi necessário que muitas empresas e autônomos realizassem todo trabalho que possível em seus próprios lares; modelo de trabalho o qual é conhecido como home office. A adaptação repentina a esta forma de trabalho resultou, entre outros fatores, na inadequada disposição do mobiliário de trabalho, em má postura, insatisfação do trabalhador e consequentemente uma possível diminuição da produtividade. Dentro deste contexto, o engenheiro de segurança do trabalho deparou-se a dificuldades para aplicar a ergonomia a estes colaboradores sujeitos ao trabalho remoto.

Autor:

Michael Jordan Paulino do Nascimento, Engenheiro Mecânico (IFSP) e Aluno de Pós Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho (GRUPO EDUCAMAIS).

Download:

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio