23.5 C
São Paulo
terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Baga de amor

Escrevo estes versos ao meu futuro amor
de um íntimo sonho a corporizar.
O frenesi da pregressa gota de suor,
estalar a paixão ao te beijar.

Com afeto, redijo esta rima
para teu sentimento desabrochar.
Ao menos um pingo de quem te estima,
e deseja ardentemente… te cativar.

Na inspiração, faço poema
pela frustração de não te fascinar.
A lágrima confessa o meu dilema
De um devaneio ao acordar.

Declaro em forma de poesia,
derradeira esperança de te amar.
Reles migalha de fantasia
talvez um dia, irei lhe declamar.

↠ Amaro Flecha ↞http://www.clickinview.cf/
Entusiasta pelas palavras e artes digitais. C o l u n a • P o é t i c a ❃ Livro: Rimas de Um Cromo Só ❃

Leia mais

Dois mil e vinte e dois

Na real…

Baga de amor

Primor

Odor do Sereno