Baga de amor

0
245
Escrevo estes versos ao meu futuro amor
de um íntimo sonho a corporizar
o frenesi da pregressa gota de suor
estalar a paixão ao te beijar.

Com afeto, redijo esta rima
para teu sentimento desabrochar
ao menos um pingo de quem te estima
e deseja ardentemente… te cativar.

Na inspiração, faço poema
pela frustração de não te fascinar
a lágrima confessa o meu dilema
de um devaneio ao acordar.

Declaro em forma de poesia
derradeira esperança de te amar
reles migalha de fantasia
talvez um dia, irei lhe declamar.