19.1 C
São Paulo
quarta-feira, 12 de junho de 2024

Como Criar Bons Vínculos Profissionais

Que Benefícios Podemos Obter de Boas Amizades? Que Tarefas Implicam Manter Contatos e Cultivar Relacionamentos Profissionais? Como Proceder em Ligações Telefônicas? Como e Quando Usar o E-Mail? Quais as Vantagens em Participar de Entidades de Classe e Associações Profissionais? O Quão é Importante Saber Escrever, Falar e Ensinar Corretamente?

A criação de vínculos está presente na vida dos seres humanos desde o nascimento. A proximidade entre mãe e filhos, seguido pela afetividade com um círculo familiar mais amplo até ultrapassar os vínculos sanguíneos e chegar à escola, são alguns dos exemplos de vínculos entre as pessoas. A partir de então o indivíduo começa a criar outras conexões – baseadas em afinidades ou não – essenciais para a criação de uma ideia de mundo.

Diversas pesquisas comprovam os benefícios de fazer e manter amizades pela vida. Uma pessoa com companhia para sair, conversar sobre assuntos diversos e buscar consolo em tempos difíceis, acaba também tendo mais segurança e resiliência. Quando essas relações chegam ao campo profissional, existem ainda mais possibilidades e oportunidades. O conhecido Networking permite que você seja melhor recebido em diversos lugares – inclusive aqueles em que você nunca esteve.

Manter contatos e cultivar relacionamentos implica cumprir várias tarefas e, a principal mensagem implícita nesse comportamento, é a de que você está interessado em desenvolver uma relação que seja benéfica para ambos os lados. Assumir a responsabilidade de conhecer melhor a outra pessoa indica ser um profissional atencioso e que deseja compartilhar informações.

Então, mande um e-mail quando tiver pressa e sua voz não for fundamental, mas prefira deixar uma mensagem de voz no aplicativo se a energia e o tom de voz forem relevantes. Um “muito obrigado” escrito de próprio punho é sempre muito bem-vindo, exceto quando acompanhado de materiais não solicitados como currículos, anúncios ou pedidos de doação.

Quando você solicitar ajuda de alguém deixe a pessoa à vontade para recusar, pois dessa forma as pessoas o respeitarão e estarão dispostas a ajudá-lo no futuro. Se alguém que você acabou de conhecer não retornar as suas ligações, telefone para quem fez a apresentação, explicando que não está conseguindo obter resposta e peça sugestões sobre que atitude tomar. 

Quantas tentativas de aproximação são recomendáveis? Não mais do que três (3). Comece com um e-mail (com a linha “assunto” preenchida) e um telefonema, para o qual prepare um roteiro e faça um ensaio – afinal é preciso estar preparado para as secretárias (humanas e eletrônicas). Mas, se não houver resposta, faça mais uma ligação.

Ao telefonar, não espere que a pessoa o reconheça imediatamente. Então, diga o seu nome, o da sua empresa – se for o caso – e em seguida refresque a memória do seu interlocutor informando-o como se conheceram e qual foi o último contato entre vocês. Pergunte se ele ou ela tem um momento para falar, seja breve e agradeça quando terminar. Sempre que possível, faça Networking pessoalmente. Mas, quando não der, considere o seguinte:

  • Ao telefonar, saiba o que quer e o que vai dizer
  • Faça um rascunho de sua mensagem e ensaie o que dirá em voz alta.
  • Sorria ao falar, pois a pessoa “ouvira” o seu sorriso.
  • Esteja sempre preparado para deixar uma mensagem, caso a pessoa não atenda e a secretária eletrônica entre em ação.
  • Diga seu nome, motivo da sua ligação, o melhor horário para encontrá-lo e o número do seu telefone e/ou e-mail.
  • Fale clara e pausadamente, repetindo o seu nome e as informações de contato.

Quando receber uma ligação responda ao terceiro toque, afaste-se do computador, anote o nome do seu interlocutor e chame-o pelo nome durante a conversa. Tome notas se necessário e, se tiver dificuldade de prestar atenção, levante-se.

As pessoas estarão mais inclinadas a fornecer feedback se você telefonar durante os horários comerciais, deixando mensagens detalhadas e incluindo informações para contato. Ligue outra vez, mas somente mais três vezes e sempre retorne uma ligação no máximo em 48 horas, mesmo que os outros não o façam.

Só utilize e-mail se souber que a outra pessoa o utiliza regularmente, pois ele é como um cartão-postal – potencialmente aberto para o mundo. Por isso, escreva com cautela, seja breve e use marcadores (cores diferenciadas, negrito ou itálico) para facilitar a leitura. Programe-o para que seu nome apareça ao lado do endereço.

Use assinatura profissional e, no espaço dedicado ao “assunto”, dê ao destinatário um bom motivo para ler sua mensagem. Só utilize “com cópia” (cc) quando todos os destinatários se conhecerem e, use “cópia oculta” (cco), ao enviar mensagens para um grupo a fim de manter o anonimato. Depois, em “para”, coloque seu endereço de e-mail na linha “cópia oculta” e os endereços dos destinatários. Ao responder, altere a linha “assunto” se o mesmo mudar.

Bilhetes de agradecimento escritos à mão chamam a atenção porque são raros. Mas, depois do contato inicial, envie uma breve nota de agradecimento no prazo de 24 horas. Sempre que possível, use cartões com monogramas e não esqueça de incluir o seu cartão de visitas. Não é preciso enviar bilhetes de agradecimento depois de todos os encontros e almoços, mas é fundamental manter um estreito contato para que o caráter vantajoso do relacionamento fique bem claro para todos.  

Cultive Seus Contatos

Uma ou duas vezes por mês, encontre-se com pessoas que têm interesses semelhantes e coloque-se à disposição para ajudá-las no necessário. Então, construa relacionamentos antes de precisar deles. Tome a iniciativa de começar os relacionamentos. Participe de entidades de classe e associações profissionais, verificando as possibilidades, identificando as melhores opções e por que você deve se associar a algumas delas. Se decidir se tornar sócio, tente assumir uma posição de liderança ou integrar uma comissão.

Clubes de lazer são ótimas opções – especialmente quando oferecem esportes ou diversões em áreas do seu interesse – e em cada uma dessas comunidades você encontrará alguém que precise de ajuda e que possa ajudá-lo, é claro. Seja responsável pela organização de eventos de Networking dentro de sua empresa. Procure planejar encontros mensais para compartilhar ideias e discutir problemas e soluções. Envolva os gerentes que ocupam cargos de direção.

Busque oportunidades de escrever, falar e ensinar, pois essas são maneiras eficazes de aumentar sua visibilidade e credibilidade. A mídia impressa sempre busca artigos de boa qualidade escritos por profissionais de determinado negócio. Então, invista tempo e esforço em se tornar conhecido por especialistas em seu ramo, uma verdadeira autoridade no assunto. Dessa forma, fazer palestras em reuniões ou eventos de associações profissionais também é um valioso recurso – o que requer conhecimentos e habilidades para elaborar um discurso interativo sobre o assunto.

Sendo assim, crie e mantenha o seu próprio site na Internet, pois trata-se de um investimento inteligente. Obtenha o seu nome de domínio ou use algo profissional. Coloque informações para contato em todas as páginas, mas não divulgue o seu endereço residencial nem o número do seu telefone particular. Portanto, ao pensar em maneiras de ampliar sua rede, tenha em mente o seguinte:

  • Escolha seus interesses com cuidado: Quer você escolha uma causa por motivos profissionais ou pessoais, ela se refletirá nesses dois aspectos de sua vida. Que apelo esse assunto tem para você? Vale a pena dedicar seu tempo em termos de Networking?
  • Seja profissional: Trate todos os compromissos como se fossem responsabilidades profissionais. Á a coisa certa a fazer – além de ser benéfico para sua reputação.
  • Desenvolva-se continuamente: Encontre-se regularmente com os seus grupos de suporte para discutir suas técnicas e estratégias.

https://www.facebook.com/juliocesar.s.santos

Julio Cesar S Santos
Professor JULIOhttps://profigestaoblog.wordpress.com/
Professor, Jornalista e Palestrante. Articulista de importantes Jornais no RJ, autor de vários livros sobre Estratégias de Marketing, Promoção, Merchandising, Recursos Humanos, Qualidade no Atendimento ao Cliente e Liderança. Por mais de 30 anos treinou equipes de Atendentes, Supervisores e Gerentes de Vendas, Marketing e Administração em empresas multinacionais de bens de consumo e de serviços. Elaborou o curso de Pós-Graduação em “Gestão Empresarial” e atualmente é Diretor Acadêmico do Polo Educacional do Méier e da Associação Brasileira de Jornalismo e Comunicação (ABRICOM). Mestre em Gestão Empresarial, especialista em Marketing Estratégico

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio