19.1 C
São Paulo
quarta-feira, 12 de junho de 2024

A nova vinda do Messias, o Mestre

Quem não nasceu rico, não casou com mulher rica e não ganhou na loteria, se quiser alguma coisa na vida, tem de se esforçar em dobro. É o caso do jovem Abdias, vigia noturno no Parque Temático UNIVERSO. É esforçado, cursa Filosofia a distância e frequenta a Escola de Pastores. Seu grande sonho é ter o próprio Templo. Recentemente, prestou concurso para o CEU – Centro Educacional Unificado. O trabalho é diurno e paga mais. Aguarda ansioso o edital chamando os classificados para a entrevista. Tudo isso cobra um alto preço, mas ele não desanima.

Passa a maior parte do tempo observando 24 monitores na Sala de Segurança. O excesso de café para manter-se acordado causou-lhe gastrite. Certa manhã, Abdias notou um vulto junto ao portão em meio ao forte nevoeiro. Sem saber ao certo se era sonho ou realidade, a imagem o assustou e ele foi conferir.

  • Quem é você?
  • Messias. Sou o Mestre. Vocês esperam minha vinda.
  • Sei que um dia voltaria. Aprendi na Escola de Pastores. 
  • Foi meu pai quem me enviou.
  • Só para conferir, quem mesmo é seu pai?   
  • Ele é o que é. O criador do UNIVERSO.
  • Entendi. O que quer de mim, um simples vigia?
  • Vim para que se cumpra o que está na escritura.

Abdias extasiou-se. Sabe que não é perfeito, mas na primeira vinda, os escolhidos também não eram perfeitos, nem influentes. Eram gente simples do povo, pescadores e até pecadores. E agora, talvez ele fosse um dos novos escolhidos. Como pode ter certeza? O que deve fazer? Abandonar tudo e segui-lo? E o emprego? E a Escola de Pastores, o curso de Filosofia? Seu pensamento viajava quando chegaram mais onze homens da equipe do Mestre. Soube que eram doze, mas um deles pisou na bola e foi demitido. 

  • Tem algo para comer?
  • O café da manhã ainda não foi servido. Só temos pão, mas é pouco.
  • Seria melhor multiplicar, mas nem só de pão vive o homem.
  • Sim, e os pães são do César.
  • Então dê a César o que é de Cesar.
  • Ah! O jornal chegou. Estou aguardando o chamado para o CEU.
  • Muitos serão os chamados, mas poucos os escolhidos.
  • Abdias, Abdias, acorda, cara! O João de Deus já chegou?
  • Ah! O senhor conhece Deus? Ele mandou o Messias.
  • É o filho dele. Trinta e poucos anos e já é Mestre, sabia?

Os chamados e os cutucões do chefe despertaram Abdias. O supervisor César foi avisado que uma hora após o fim do seu turno, o vigia ainda estava na sala de controle, cochilando, e o substituto não quis acordá-lo. Então ele lavou o rosto, tomou uma xícara de café forte e foi à sala do chefe relatar as ocorrências. Contou sobre o vulto no portão, seus seguidores e o diálogo que teve pela manhã. Incrível, chefe! Acho que o Messias voltou. Fala igualzinho os textos da Escola de Pastores e ainda citou as escrituras. César gosta de Abdias, ouviu-o com paciência e pediu que se sentasse.

  • O senhor não acredita, né?
  • Claro que sim. Ele é filho do grande arquiteto que criou o UNIVERSO. 
  • Então o senhor também leu as escrituras?
  • Primeiro ele fez céu e terra. Depois as águas, a vegetação e os animais. Projetou tudo em apenas seis dias, segundo dizem.
  • O senhor o conheceu?
  • Não tive o prazer. Quando cheguei aqui, tudo estava pronto. Agora ele enviou seu filho.
  • Eu o vi andar sobre a água.
  • Abdias, você trabalha muito, faz dois cursos, dorme pouco e vê coisas.

César explicou que João de Deus é o grande arquiteto que projetou o UNIVERSO, moderno Parque Temático coberto e climatizado. Céu e terra artificiais, vegetação desidratada, animais robotizados etc. Tudo parece real. Pela escritura, ou melhor, pelo contrato, o arquiteto deve inspecionar o parque todos os anos para sugerir correções e atualizações. Como está para se aposentar, passou a tarefa para o filho. 

  • Mas eu o vi andando sobre a água!
  • O piso externo é brilhante, choveu, você viu o reflexo, estava com sono e pensou que ele andava sobre a água. Agora vá para casa descansar. Ei, esse som que estou ouvindo, são sinos? 
  • Sim. É o novo toque do meu celular.
  • Então atenda logo. Pode ser o Messias chamando – brincou o chefe.

Abdias quase desmaiou. No fim da tarde, na Escola de Pastores, tinha muita história para contar para a atenta plateia. À noite, durante seu turno no UNIVERSO, ficou atento às câmeras de segurança. Espera encontrar o Messias novamente. Tem muitas coisas para perguntar e pedir. Deseja uma forcinha na lista de chamados para o CEU e, quem sabe, uma vaga na sua equipe. Nada como ter amigos poderosos!

Laerte Temple
Laerte Temple
Administrador, advogado, mestre, doutor, professor universitário aposentado. Autor de Humor na Quarentena (Kindle) e Todos a Bordo (Kindle)

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio