21.5 C
São Paulo
segunda-feira, 15 de abril de 2024

Eletrodomésticos e Eletro Selvagens

Existem eletrodomésticos que deveriam ser chamados de Eletro Selvagens. São projetados para gerar conforto, facilitar a vida e suprir algumas necessidades das pessoas, mas muitos não são domesticáveis, aparentam ter vontade própria e não costumam obedecer comandos humanos. Até parecem certas esposas! Teóricos da Conspiração afirmam que os robôs aspiradores de pó vão comandar uma rebelião de eletrodomésticos, expulsar os moradores e tomar posse dos imóveis. Até parecem certas esposas!

Tenho um amigo argentino que está pesquisando esposas robô na Internet. Desconheço o motivo, pois a mulher dele é linda, charmosa e foi segunda colocada no Miss Argentina!

  • Diego, quem tem mulher como a tua, para que quer uma esposa robô?
  • É que Dolores parece um Pitbull.
  • Ela é muito agressiva?
  • Não. Ela late o dia todo, gasto uma nota para manter e à noite rosna e não me reconhece!

Eu disse ao Diego que aparelhos informatizados, com WiFi, guiados por GPS, comandados pelo celular etc., dão muita dor de cabeça e não respeitam o dono. Minha vizinha Chris, separada, linda, leve e solta, diz que seu robô aspirador de pó só aspira o quarto quando ela está se vestindo e a câmera do celular liga sozinha toda vez que entra no banho.

Outra coisa: parece que os eletrodomésticos combinam dar defeito ao mesmo tempo. Quando pifa o micro-ondas, em seguida a TV dá problema e a lavadora para de funcionar. Teve um dia que recebi 3 técnicos, de 3 empresas diferentes, para consertar 3 aparelhos. Eles se conheciam e depois de me atenderem foram para o mesmo cliente. Com certeza existe cumplicidade entre eletrodomésticos e empresas de assistência técnica. 

No início deste mês, minha adega climatizada parou de climatizar. Uma semana depois o ar-condicionado parou de condicionar e o dispenser da geladeira parou de dispensar água e gelo. Devem ter combinado dar defeito bem no meio do verão só para eu dormir com calor e ficar sem gelo, água gelada e vinho climatizado. Telefonei primeiro para a assistência da adega:

  • Por favor, CPF, nota fiscal, número de série e modelo do aparelho.
  • Só sei o CPF. Para que você quer tudo isso?
  • Esquece! Manda só uma foto da adega que eu me viro.
  • Pronto. Mandei.
  • Precisa trocar a placa. Custa R$ 650,00.

A atendente é um gênio! Viu a foto, diagnosticou e quer cobrar o equivalente a um terço de uma adega nova! É como enviar uma foto 3 X 4 ao médico e ele dizer que preciso extrair a vesícula! No caso da geladeira, a assistência autorizada sugeriu procurar uma oficina comum porque ela é antiga e não tem mais peças originais. Antiga? Dez anos e já é uma geladeira velha? A da minha mãe durou mais de 30 e nunca quebrou! Isso é que é obsolescência planejada! Na oficina não autorizada, viram a foto e disseram que o problema é a tal da placa. R$ 1.200,00, mais mão de obra. Garanto que vão instalar uma placa recondicionada que pertenceu a algum outro trouxa que pagou por uma novinha.

Pesquisei no Google e encontrei uma oficina generalista, do tipo “consertamos qualquer coisa”: fogão à lenha, vibrador, relógio, Game Boy e até computador quântico. Falei que a geladeira não faz gelo, a adega não climatiza, o ar-condicionado não condiciona, a chama do fogão está escura e filtro de parede solta água suja. Pediram fotos de tudo. Em 2 horas recebi orçamento detalhado e a lista de peças a serem trocadas: anel de vedação, disjuntor, mancal, termostato, ventoinha, placa de vídeo (placa de vídeo?), capacitor, timer e, o item mais caro, a tal placa, de todos os aparelhos, inclusive o filtro de parede. Tudo com base nas fotos enviadas!

  • Vocês dão garantia?
  • Sim. Garantimos que vamos voltar à sua casa várias vezes.

Dizem que o boi baba porque não sabe cuspir. Chamei o Diego para me ajudar. Fizemos uma boa limpeza no fogão, lavamos o filtro do ar-condicionado e trocamos a vela do filtro de água. A diarista desligou a adega para limpeza e esqueceu de religar. Conectei na tomada e funcionou. Que placa, que nada! Na geladeira, o problema era a mangueira de água desconectada. Agora tudo funciona: tenho vinho climatizado, gelo, água gelada, fogão tinindo, ar-condicionado nos trinques e não trocamos placa porcaria nenhuma!

Comentei com a Chris, a bela vizinha, que pediu para eu dar uma olhada no celular e no robô aspirador. Sugeri trancar o telefone na gaveta e se livrar do robô. Só por garantia, acompanhei alguns banhos e trocas de roupa. Que mulherão! Casamos e tudo correu bem por dois anos. Porém, assim como os eletrodomésticos, casamentos às vezes precisam de assistência técnica. Liguei para meu amigo argentino:

  • Ola Diego. ¿Qué tal?
  • ¡Habla hermano!
  • Você encontrou aquela esposa robô que estava procurando na Internet?
  • Por que, amigo? Qual é o problema?
  • A Chris e a Dolores vivem de ti-ti-ti e agora ela também age como um Pitbull.
  • Amigo, ou você não conectou a mangueira direito, ou então é a tal da placa!
Laerte Temple
Laerte Temple
Administrador, advogado, mestre, doutor, professor universitário aposentado. Autor de Humor na Quarentena (Kindle) e Todos a Bordo (Kindle)

6 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio