17.9 C
São Paulo
quarta-feira, 24 de abril de 2024

Carnaval tem samba, agitação, azaração…e desejos eróticos? Valem? Claro que valem e muito!

É inclusive na folia que nascem as vontades mais picantes dos brasileiros, explica a sexóloga Tamara Wall Zanotelli

As fantasias eróticas podem surgir de uma variedade de fatores e influências na vida de cada indivíduo. Algumas das razões mais comuns estão relacionadas aos desejos, busca por novas sensações e mais estímulos sexuais para os momentos de prazer.

No Carnaval não é diferente e a festa vem recheada inclusive das mais picantes exteriorizações da vontade sexual. A agitação, azaração e pensamentos fora do comum completam a festa e o samba não fica só no pé…vai pra cama também.

Sabendo disso, nada melhor que uma sexóloga pra explicar os detalhes, não acha? Para Tamara Wall Zanotelli seis tópicos merecem destaque:

 1. O desejo de explorar e entender a própria sexualidade muitas vezes leva as pessoas a imaginar cenários e experiências eróticas que estejam além das suas vivências cotidianas é importante ressaltar que fantasias eróticas são pessoais e podem variar amplamente de uma pessoa para outra. Desde que sejam expressas de forma consensual, respeitosa e não prejudiquem a si mesmo ou a outros.

2.A exposição a estímulos visuais, como filmes, programas de TV, música, literatura ou arte, muitas vezes desperta a imaginação e influencia as fantasias eróticas.

 3.Às vezes, as fantasias eróticas são uma forma de escapismo ou uma maneira de lidar com desejos ou necessidades sexuais que podem não estar sendo atendidos na vida real no caso necessidades sexuais. Elas podem oferecer uma maneira segura de expressar pensamentos e desejos que podem ser difíceis de abordar de outra forma. No entanto, é importante lembrar que fantasias são apenas isso – fantasias, e que a comunicação aberta e o consentimento são fundamentais em qualquer relacionamento.

4. A busca por novas sensações e experiências contribui para o desenvolvimento de fantasias eróticas, oferecendo uma forma de diversificar a vida sexual e manter a excitação buscar novas sensações e experiências pode contribuir para o desenvolvimento de fantasias eróticas. A diversificação da vida sexual pode manter a excitação e ajudar a fortalecer a conexão emocional e física entre parceiros experimentar coisas novas e explorar fantasias em um ambiente de comunicação aberta e consentimento mútuo pode adicionar uma dimensão emocionante e satisfatória à vida sexual. No entanto, é fundamental comunicação aberta com o parceiro sobre desejos, limites e fantasias para garantir que todas as experiências sejam positivas e seguras para ambos.

 5. Para alguns, as fantasias eróticas servem como uma forma de expressão criativa e artística, permitindo que as pessoas explorem sua imaginação e desejos mais profundos.

6. Pensar em fantasias eróticas pode servir como um estímulo sexual em si, contribuindo para a excitação e o prazer emocional, mesmo que essas fantasias não sejam necessariamente realizadas na prática pensar em fantasias eróticas pode servir como um estímulo sexual em si. Muitas pessoas encontram excitação e prazer emocional ao fantasiar sobre situações eróticas, mesmo que essas fantasias não sejam necessariamente realizadas na prática. A imaginação pode desempenhar um papel poderoso na criação de estímulos sexuais e pode contribuir para a excitação e a satisfação pessoal. É importante lembrar que fantasias são um aspecto normal e saudável da sexualidade humana, desde que sejam mantidas dentro de limites de respeito e consentimento.

Para Tamara, esses são alguns dos fatores que podem levar as pessoas a pensarem em fantasias eróticas. É importante ressaltar que a imaginação erótica e a fantasia fazem parte da rica e diversificada tapeçaria da sexualidade humana, e são um aspecto natural da expressão da sexualidade para muitos indivíduos”.

Sobre Tamara W. Zanotelli: Sexóloga e Terapeuta Sexual Palestrante Empresária. É pós-graduada em Sexologia pelo ZAYN Sexóloga formada pela instituição CTSex, Consultora de Saúde e Educação Sexual pelo CTsex. Graduada em TCS terapia cognitiva Sexual Extensão em Sexologia Forense pela Novaclase. Terapeuta Sexual pelo instituto Pedras Verdes. Terapeuta Tântrica pela escola Metamorfose Evandro Palma e Membro da ABRASEX – associação brasileira dos profissionais de saúde, educação e terapia sexual.

Autora:

Mariana Bego

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio