22.2 C
São Paulo
terça-feira, 16 de abril de 2024

Bezerros de sobreano da marca CV Nelore Mocho são contratados por duas centrais

Animais de 14 e 16 meses possuem altos índices de avaliações da ANCP e PMGZ

A marca CV Nelore Mocho anuncia a contratação de dois bezerros de sobreano por duas das principais centrais de genética do Brasil. Os animais possuem altos índices nas avaliações da ANCP e PMGZ.

Os tourinhos da safra 2022, ILINOIS DE CV, com 14 meses, e ITALIANO FIV DE CV, com 16 meses, atestam a precocidade da seleção de Carlos Viacava, com destaque para as características de desempenho.

Ricardo Viacava, CEO da marca CV, explica que os animais são precoces, já que começam a produzir cedo e têm uma vida produtiva mais longa, possuem bom desempenho produtivo, com produção de mais carne, além de serem férteis, transmitindo suas características para seus descendentes.

Segundo ele, o uso da genômica permite identificar cada vez mais cedo os melhores animais, possibilitando a redução do intervalo entre gerações. “Pré selecionamos alguns animais e iniciamos as coletas de sêmen deles por volta dos 12 meses. E dentre eles, destacamos o ITALIANO DE CV, que produziu sêmen de qualidade já aos 13 meses, sendo que já existem vacas prenhas dele”, destaca Ricardo.

Conheça um pouco das características dos jovens reprodutores e a opinião das centrais que os contrataram:

ITALIANO FIV DE CV

ITALIANO foi contratado pela Alta Genetics. Ele é filho de Diplomata da Agronova em vaca Bug de CV, tendo em seu pedigree o sangue de grandes raçadores como Ren Espião, Ren Armador, Campeão da Mundo Novo, Quark da Colonial, Backup, Jaguarari de CV e Napoleão da SM.

O gerente técnico de Corte da Alta Genetics, Rodolffo Fontana Assis, explica que ITALIANO DE CV tem uma ótima morfologia, já que é um animal muito profundo, com um biotipo bem precoce, bem pigmentado, com a aparelho reprodutor corrigido e o caráter mocho bem evidente.

Segundo ele, o touro jovem tem avaliações genéticas espetaculares. Dos 245 touros Nelore Mocho da consulta pública da ANCP que estão em centrais de inseminação, o melhor deles atualmente tem MGTe de 30,72, que é um top 0 ,5%. Já o ITALIANO tem um índice de 32,24 e é top 0,1%. “Ele é o melhor entre todos os touros que hoje constam em central, sendo mais de 1,5 ponto acima do primeiro colocado e seria o único touro Nelore Mocho top 0,1% no sumário”, destaca Assis.

Quando comparado com os 194 touros Nelore Mocho disponíveis em centrais na consulta do programa PMGZ da ABCZ, cujo líder tem 31.99 de índice na ABCZ, a superioridade de ITALIANO é ainda maior, com tem 37.8 no índice, sendo 5,8 pontos acima do touro que hoje está em primeiro lugar. Além disso, ele é Deca 1 em 15 das 16 características avaliadas hoje no PMGZ.

“ITALIANO foi um touro superprecoce, pois produziu sêmen com apenas 13 meses de idade, sendo o macho mais precoce da safra CV de 2022. “Ele produziu sêmen de alta qualidade, inclusive sendo usado na inseminação artificial, dando congelamento. Então, é um garrote que quando chegar aos dois anos já vai estar com seus primeiros filhos nascendo”, prevê.

ILINOIS DE CV

Contratado pela Semex do Brasil, ILINOIS é fechado na genética CV, com muita consistência genética. Ele tem Denver de CV com Wilson de CV e sangue de Jaguarari de CV, grande touro da marca. Sua mãe, que hoje está com cinco anos, pariu precocemente aos 22 meses, e nunca falhou. O touro tem base consistente e, sem sombra de dúvidas, vai ser um dos grandes touros da raça Nelore Mocho no mercado.

André de Souza e Silva, gerente de Corte Zebu da Semex Brasil, explica que há uma demanda muito grande por animais Nelore de excelente biotipo e caráter mocho bem definido com boa avaliação genética. “O ILINOIS DE CV reúne essas características, já que é um indivíduo com avaliação genética no PMGZ de 28.57, e que se fosse inserido no sumário PMGZ figuraria entre os 10 primeiros colocados”, ressalta.

No sumário da ANCP, ILINOIS é top 2%, com equilíbrio de régua de DEPs muito interessante, com características de desempenho, habilidade materna, carcaça, precocidade e stayability, que são de grande impacto econômico na atividade pecuária. Na nova DEP para caráter mocho, ele tem mais de 80% de probabilidade de transferir essa característica para a sua progênie.

“Além de toda essa avaliação genética equilibrada, tanto no PMGZ como na ANCP, é um indivíduo de morfologia impecável, de uma composição de carcaça muito interessante, comprido, um excelente revestimento de musculatura, muita precocidade de terminação na sua carcaça, enfim, um biotipo muito interessante”, analisa Silva.

Palavra de Carlos Viacava

Para o titular da marca CV, Carlos Viacava, os animais refletem o trabalho de seleção para a precocidade sexual. Ele lembra que, antigamente, para se usar um touro era conveniente observar se suas filhas seriam boas mães, e em cinco ou seis anos teria a resposta.

“Hoje, com as novas ferramentas do melhoramento genético e graças a tecnologia que permite conhecer aspectos do DNA, podemos com muita confiança usar jovens touros de 12 meses de idade com segurança sobre sua capacidade de serem ótimos reprodutores”, explica Viacava.

A contratação desses dois bezerros pela Alta Genetics e pela Semex é um indicativo da crescente demanda por reprodutores da seleção CV Nelore Mocho. A marca é reconhecida pela qualidade genética e pelo seu trabalho de seleção voltado para a precocidade.

“Estamos confiantes de que esses animais contribuirão para o desenvolvimento da pecuária brasileira”, afirma Viacava. “Eles ajudarão os produtores a produzir mais carne, com mais eficiência e lucratividade.”

Autor:

Daniel Smith

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio