22.1 C
São Paulo
domingo, 7 de julho de 2024

À frente do mercado, Roca Brasil Cerámica começa 2024 com a apresentação dos lançamentos e encontro de negócios com seus clientes

A programação do Conexão Business, realizado pela Roca Brasil Cerámica em seu parque fabril de Campo Largo (PR), recebe clientes de todo Brasil, LATAM e Europa. O encontro antecipa as novidades das marcas Roca Cerámica e Incepa e chancela seu lugar de protagonismo com seus clientes

Roca Brasil Cerámica segue com seu viés vanguardista diante das inovações que realiza e o relacionamento comercial que estabelece com seus parceiros logo no início de cada ano. Pertencente ao grupo Grupo Mexicano LAMOSA e reconhecida por suas marcas de revestimentos Roca Cerámica e Incepa, a empresa abre suas portas para recepcionar um seleto grupo de clientes que visitarão as instalações para conhecer, em primeira mão, as novidades preparadas para o portfólio em 2024, fortalecer a relação com a diretoria e a equipe comercial, além de ouvir as principais mensagens sobre o mercado.

“Mantemos essa tradição de reunir nossos parceiros no início do ano e reconhecemos a relevância da nossa estratégia, uma vez que esse timing propicia um tempo importante para que eles realizem suas análises e decidam suas programações comerciais. Quando proporcionamos esses encontros, abrimos um diálogo ainda mais próximo, que também é essencial para o sucesso dos negócios entre as duas partes”, afirma Sergio Wuaden, Managing Director da Roca Brasil Cerámica.

A programação do Conexão Business acontece em janeiro e fevereiro, antes da Expo Revestir. “Seguimos em 2024 com nosso plano de expansão nacional e internacional. Neste momento exclusivo com nossos clientes e parceiros, apresentamos nossas novidades e reafirmamos nossos diferenciais, como oferecer uma paleta e um portfólio completos, além das tecnologias Biosafe, com porcelanatos capazes de eliminar 99% dos vírus e bactérias, Mineral Lab, que une a fusão da impressão com o relevo dos produtos, e dos revestimentos Slim de 7 mm, entre outros”, acrescenta Wuaden.

Para Christie Schulka, Marketing Manager da Roca Brasil Cerámica, o evento se configura em uma experiência no estilo ‘petit comité’“Muito mais do que ver e nos ouvir, eles chegam em nossas instalações para vivenciar, de perto, nossa operação industrial e ampliar o conhecimento, de forma imersiva, com o apoio, também, de novas tecnologias”, explica ela sobre o investimento constante da realidade virtual.

“Acreditamos que Conexão Business é a forma mais exata para demonstrarmos as infinitas possibilidades das linhas dos produtos Roca Cerámica e Incepa”, ressalta a Marketing Manager.

Por meio de realidade virtual, os clientes vivenciam os resultados da utilização das coleções da Roca Cerámica e Incepa nos projetos | Foto: Divulgação
A continuidade das estratégias definidas a longo prazo
A segunda supercompactadora Contínua+ durante a fabricação das peças de 160 x 320 cm, no parque fabril da Roca Brasil Cerámica em Campo Largo (PR) | Fotos: Diego Lost

Com o pioneirismo que corre nas veias da Roca Brasil Cerámica, 2024 será marcado pela continuidade e pelo fortalecimento dos Superformatos, que no ano passado ganharam o reforço de duas novas dimensões: 160 x 160 cm e 160 x 320 cm no portfólio da Roca Cerámica. A introdução das maiores lâminas encontradas no Brasil é decorrente da aderência que os primeiros lançamentos de 100 x 200 cm, 120 x 120 cm, 120 x 250 cm encontraram no mercado e que também são encontrados nas coleções da Incepa.

Uma vez que o mercado especificador brasileiro assimilou os benefícios dos Superformatos para os projetos de arquitetura, a ousadia muito bem fundamentada da Roca Brasil Cerámica abriu horizontes para explorar outras interfaces que vão muito além do clássico revestimento de pisos e paredes: a movelaria. “A altíssima qualidade assegurada por nossa equipe de desenvolvimento e as tecnologias que adquirimos resulta na realização de trabalhos ainda mais personalizados“, entrega Christie.

Junto com a segurança e a satisfação dos especificadores, que se beneficiam da versatilidade dos Superformatos, em especial os de 160 x 160 cm e 160 x 320 cm, a empresa investiu na formação de mão de obra especializada. Dentro de um projeto de longo prazo, batizado de EXPERT, que já em 2023 circulou por praticamente todos os estados brasileiros, a equipe da Roca Brasil Cerámica compartilhou as técnicas que permitem aos instaladores entregarem seus trabalhos com a máxima excelência.

Esse aprimoramento profissional abriu espaço tanto para novos conhecimentos, assim como foi uma grande oportunidade para tirar dúvidas destes especialistas“, relata Christie. Em 2023, mais de 2 mil instaladores saíram prontos para explorarem uma nova oportunidade de atuação: a movelaria que permite a execução de bancadas, racks, painéis de TV, nichos e armários, entre outros. Essa responsabilidade assumida pela Roca Brasil Cerámica colabora tanto para o aperfeiçoamento no trabalho, como ensina a aplicação da movelaria na esfera de um diferencial competitivo para novos ganhos.

A Roca Brasil Cerámica em 2024

Sincronicamente com o lançamento de novas coleções para as marcas Roca Cerámica e Incepa, que reproduzem o visual de pedras e mármores encontrados em todo o mundo, a Roca Brasil Cerámica promove o fortalecimento das linhas já existentes em seu portfólio. Como resposta ao contato direto que mantém com todas as ramificações do mercado, a empresa ampliará o leque de medidas. “Com o propósito da personalização dos projetos, que enfatizamos tenazmente, sabemos da relevância de dispor, na mesma série, tanto os Superformatos, como as medidas padrões que também são consumidas pelo público em geral“, enfatiza Sergio Wuaden.

Sobre a Roca Brasil Cerámica

A Roca Brasil Cerámica, à frente das marcas de revestimentos Roca e Incepa, pertence ao Grupo LAMOSA, empresa mexicana de atuação mundial na fabricação e comercialização de revestimentos cerâmicos e adesivos. Com a aquisição, em 2021, passou a integrar uma história de mais de 130 anos na indústria de materiais de construção, com operações em 9 países e 33 centros de produção nas Américas e na Europa. Soma-se também a força do Grupo LAMOSA, que ocupa a posição de líder nos mercados em que participa, sendo o segundo maior fabricante mundial de revestimentos cerâmicos com uma capacidade instalada anual de mais de 280 milhões de m². 

Inovação, tecnologia de ponta, alto padrão de qualidade, que se traduz na satisfação total dos nossos clientes, e visão de futuro, aliada com responsabilidade ambiental, norteiam o DNA da Roca Brasil Cerámica e a consolida com a robustez de empresa global reconhecida como referência entre as maiores fabricantes de revestimentos cerâmicos do mundo. 

O constante investimento em tecnologia a permite entregar um robusto portfólio que segue as tendências da arquitetura e construção em total conformidade técnica. Marcada por seu pioneirismo e uma visão que projeta o futuro, em 2016 tornou-se a primeira empresa das Américas a adquirir sua primeira supercompactadora Contínua+. Somada ao conhecimento do seu time de desenvolvimento, em 2018 abriu o mercado de Superformatos com revestimentos nas dimensões de 120 x 120 cm, e a partir de 2020 nos tamanhos 100 x 200 cm e 120 x 250 cm, uma verdadeira revolução na indústria cerâmica e no mercado da arquitetura e construção.

Em 2022, saiu à frente mais um marco histórico: a compra de sua segunda supercompactadora – com o início da operação no segundo semestre de 2023 –, alcançando o status de única empresa das Américas com o segundo equipamento. Esse olhar precursor permitiu ampliar as linhas de Superformatos com as medidas de 160 x 160 cm e 160 x 320 cm, capazes de atender, além das obras, o segmento moveleiro. 

Sustentabilidade: seu compromisso com o meio ambiente segue alinhado com os processos produtivos: em 2019, tornou-se a primeira indústria nacional de revestimentos cerâmicos a investir na Análise do Ciclo de Vida (ACV), estudo que monitora os impactos de sua produção. Entre as melhorias conquistadas com esse trabalho, entre os anos de 2021 e 2022, estão a redução do consumo de água por m² em 3%; diminuição do consumo de energia em 5%; destinação de 95% dos resíduos gerados nas fábricas para fins nobres (reuso ou reciclagem); extinção do coque de petróleo sendo substituído pela biomassa, um combustível renovável. 

Autor:

Alex Sander

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio