22.2 C
São Paulo
terça-feira, 16 de abril de 2024

Salsa, cebolinha ou coentro? Água Doce ensina como utilizar corretamente ervas aromáticas como tempero

Além destas opções, louro, alecrim e manjericão também dão um toque especial às receitas caseiras

São Paulo (SP), janeiro de 2024: Há muitos anos, as ervas aromáticas são utilizadas na preparação de diferentes pratos, proporcionando um sabor diferenciado à inúmeras receitas. Entre as opções, a salsa, a cebolinha e o coentro são as que mais se destacam e as que geram mais dúvidas, tanto na hora de comprar quanto incluir nas receitas. Alternativas como louro, alecrim e manjericão também fazem parte da culinária de diferentes países. Para entender melhor como utilizá-las, a nutricionista da Água Doce Sabores do Brasil, Tamiris Pitana Martins, ensina com quais alimentos estes temperos combinam melhor, para preparar refeições saborosas.

Salsa: é uma das ervas mais populares na culinária, graças a sua versatilidade. O sabor é levemente picante, verde e intenso. É indicada para ser usada em carne vermelha, sopas, risotos, peixes, molhos, omeletes e legumes. Também pode ser utilizada em sucos, trazendo um frescor à bebida. É ótima para dar um toque especial à carne moída, por exemplo, que é utilizada no recheio de pasteis. A salsa pode ser usada em sua forma natural ou desidratada, antes, durante ou após a preparação. Muitos utilizam como elemento decorativo dos pratos.

Cebolinha: tem uma apresentação de folhas longas, verdes e finas. Como o próprio nome já diz, tem um sabor suave de cebola. Na culinária brasileira, é bastante comum encontrá-la em saladas cruas, omeletes, sopas e peixes. É um ingrediente bastante utilizado na culinária japonesa, por exemplo, para finalizar o prato e compor o sabor. Combina perfeitamente com cogumelos do tipo shimeji.

Coentro: há quem ame ou quem não seja muito fã dessa hortaliça. Com gosto forte e marcante, o coentro é empregado em receitas nordestinas, mexicanas e indianas. Devido ao picante da erva, pode ser utilizada em receitas salgadas, como buchada, baião de dois e moqueca, além de servir de tempero para diferentes tipos de peixes, frango e camarão. É um dos ingredientes do guacamole, receita mexicana feita com abacate, tomate e cebola.

Louro: a folha tem um sabor levemente amargo. Aqui no Brasil, grande parte da população utiliza quando cozinha feijão, mas a erva também pode ser utilizada em refogados, molhos feitos com tomate, lentilha e grão de bico. Diferente das demais ervas aromáticas citadas, a folha de louro não deve ser ingerida. Ela é utilizada apenas no preparo dos pratos e deve ser retirada antes de efetuar a refeição.

Alecrim: a erva possui um cheiro marcante, com sabor levemente azedo. Trata-se de uma opção bem versátil para quem gosta de cozinhar, podendo ser usado para temperar carne vermelha, frango, peixe e porco. Muitas pessoas utilizam o alecrim para aromatizar azeite e até mesmo manteiga. Também pode ser usado na preparação de pães, receitas com queijos e para temperar legumes. Batatas assadas com azeite e alecrim trazem um sabor marcante, por exemplo.

Manjericão: com aroma perfumado, o manjericão tem um gosto forte e pertence à família da hortelã. É um tempero comum na culinária brasileira e na italiana, podendo incorporar molhos de tomate, molho pesto e saladas. Também está presente em massas, sopas, refogados de carne e em queijos. No Brasil, é comum encontrá-lo na pizza de nome Marguerita, feita com molho de tomate, muçarela e manjericão. Pode ser usado fresco ou desidratado.

Sobre a Água Doce:
Os restaurantes da Água Doce são destino para famílias e grupos de amigos que buscam fazer de almoços, jantares, happy hours e confraternizações variadas um momento especial de entretenimento. O cardápio é extenso, repleto de delícias da culinária brasileira servidas em fartas porções e pratos. Além do extenso menu de cachaças e drinques, a casa é reconhecida pelo melhor Escondidinho do País, presente nas versões tradicional (carne de sol), camarão, frango e bacalhau, além das versões vegetarianas de palmito e alho-poró. Explorando o conceito rústico, os restaurantes proporcionam espaço aconchegante aos clientes, com música ao vivo e espaço kids, mais conhecido como Doce Cantinho. Atualmente, são 80 unidades em sete estados. Além do conceito de restaurante completo, a rede possui dois modelos enxutos com investimentos menores: a Água Doce Express, que conta com um cardápio mais enxuto e foco em almoço e happy hour, além do tradicional jantar; e a Água Doce Delivery, focado nas entregas em domicílio e take away.

Autora:

Caroline Souza

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio