25.2 C
São Paulo
sábado, 24 de fevereiro de 2024

UNIFAL-MG figura no 21° lugar entre as universidades mais empreendedoras do país

Instituição subiu 66 posições no Ranking das Universidades Empreendedoras 2023 e ganhou dois destaques nacionais

A Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG) conquistou a 21ª posição entre as Instituições de Ensino Superior (IES) mais empreendedoras do Brasil, de acordo com Ranking de Universidades Empreendedoras (RUE). Entre as universidades do Sudeste, a Instituição alcançou a 11ª colocação e, em Minas Gerais, a sexta posição.

Na edição de 2023, cujo resultado foi divulgado em evento realizado no dia 17 de novembro, na Câmara dos Deputados, a UNIFAL-MG também foi premiada por boas práticas em dois cases, respectivamente, nos eixos de Extensão e Capital Financeiro, além de ser mencionada como uma das universidades que apoiam o movimento em acessibilidade.

O trabalho da Agência de Inovação e Empreendedorismo (I9) contribuiu para que a UNIFAL-MG alcançasse esse resultado no ranking. De acordo com a professora Izabella Carneiro Bastos, diretora da I9, o eixo de Extensão em que a Universidade foi gratificada leva em consideração a programação do Mês da Inovação. “O mês da inovação é comemorado em abril, e como parte das comemorações, a Agência de Inovação e Empreendedorismo preparou uma programação com eventos e atividades totalmente gratuitos voltados à comunidade acadêmica e externa, e tendo temáticas voltadas a empresas juniores, propriedade intelectual, ao Laboratório de Criação Nidus Lab Maker, à inovação aberta e à inovação nas indústrias”, explica.

Quanto ao eixo do Capital Financeiro, a diretora comenta que a notoriedade se deu pelo fortalecimento da Política de Inovação, Empreendedorismo e Propriedade Intelectual da Universidade. “Essa política é regularizada pela prática de busca padronizada e sistemática de fomento destinado à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I), que desagua, posteriormente, na aquisição de investimentos externos que são investidos em contratação de profissionais especializados, na consolidação da infraestrutura e aquisição de equipamentos”, esclarece.

Izabella Carneiro, diretora da Agência de Inovação e Empreendedorismo da UNIFAL-MG. (Foto: arquivo/Dicom)

Para a professora, conquistar essa colocação no ranking além de ser motivo de satisfação, também é um incentivo a continuar buscando a excelência nos trabalhos junto à Agência. “Nos sentimos parte dessa conquista e, agora, ainda mais estimulados, confiantes e centrados em desenvolver nossos trabalhos com excelência para produzir sempre os melhores resultados e conseguir, cada vez mais, lugar de destaque nesse ranking e nas práticas inovadoras dentro da Universidade”, compartilhou.

Para o bolsista da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Instituição, Éden Ruga, esse resultado é gratificante por sinalizar um reconhecimento das atividades que a equipe vem desenvolvendo. “Nós, da Agência de Inovação e Empreendedorismo, sempre buscamos desenvolver o ecossistema empreendedor dentro da UNIFAL-MG”, pontua.

“É realmente gratificante ver o respaldo de nossos esforços através dos resultados obtidos no Ranking das Universidades Empreendedoras, que representa em escala nacional as instituições de ensino mais empreendedoras. Subir da 87ª posição para a 21ª entre dois rankings realizados e ganhar representatividade em dois dos seis cases possíveis nos mostrou que estamos no caminho certo. Diante desses resultados, reafirmamos nosso compromisso em não medir esforços para promover o empreendedorismo dentro da Universidade Federal de Alfenas”, ressaltou.

Sobre o Ranking de Universidades Empreendedoras (RUE)

O RUE, é considerado o maior ranking brasileiro sobre universidades empreendedoras e também o maior do mundo realizado por estudantes. Desde 2016, o Movimento de Empresas Juniores (MEJ) é responsável por conduzir essa avaliação. Todas as universidades do país são convidadas a participar, o que proporciona uma representação abrangente da situação empreendedora na Educação Superior.

A edição de 2023 analisou 108 instituições de ensino superior nas 27 unidades federativas do país, de acordo com os eixos: Cultura empreendedora, Extensão, Inovação, Capital financeiro, Infraestrutura e Internacionalização. Neste ano, a Brasil Júnior introduziu o Índice de Institutos Empreendedores, abrangendo não apenas as universidades, mas também os Institutos Federais.

Segundo o coordenador institucional do Núcleo Sul de Empresas Juniores, a missão do Movimento Empresa Júnior é formar por meio da vivência empresarial lideranças comprometidas e capazes de transformar o Brasil em um país empreendedor. “O Núcleo Sul de Empresas Juniores tem muito orgulho do resultado conquistado pela Universidade Federal de Alfenas e pela sua evolução, na conquista do 21° lugar e pela premiação de dois cases nacionais, com seis ao todo, sendo eles extensão e capital financeiro”, destacou.

Autora:

Jaíne Reis Martins

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio