23.7 C
São Paulo
sábado, 24 de fevereiro de 2024

Reforma em plena reta final de 2023? O que ainda dá tempo de realizar e o que é melhor deixar para o próximo ano

A ampulheta para a chegada de 2024 já virou e é preciso saber o que ainda dá tempo de ser concluído para aproveitar as festividades ou perceber que determinado processo de obra não terá tempo hábil para conclusão antes do Natal. Para sanar as dúvidas, o arquiteto Bruno Moraes compartilha sua experiência

Com a proximidade do final de ano, começam a falar mais alto as expectativas daquilo que ainda desejamos concluir que no período vigente e os planos (ou a sua continuidade) que queremos efetivar depois da virada. Entre essas realizações está a conclusão das obras residenciais, sejam as mais pontuais ou reformas robustas.

Segundo o arquiteto Bruno Moraes, responsável pelo BMA Studio, o incremento do 13º salário contribui para a motivação de conquistar os sonhos desejados e viver a transformação do novo. Porém, ele explica que a época é marcada pelo grande volume de obras, um prazo curto em função dos recessos e as condições climáticas características do calor. “As chuvas intensas acarretam uma série de imprevistos e inconveniências, particularmente quando a reforma inclui intervenções no telhado, muros de contenção e calçadas, entre outros”, afirma.

Mais do que a rapidez do trabalho realizado para a mão de obra, outros quesitos como a disponibilidade de materiais e a facilidade para receber os suprimentos, bem como o tempo de cura designado para as tantas etapas são reflexões que, quando bem compreendidas, ajudam diminuir a ansiedade. “Por mais que queiramos, ciclos precisam ser respeitados, como uma laje, que nos pede entre 7 e 14 dias para a secagem do concreto e o escoramento por praticamente um mês“, exemplifica o profissional. Ele ainda acrescenta que, quando uma parede é rebocada, a pintura só deve ser realizada depois de 28 dias. “Antes disso, certamente haverá uma reação entre o cimento e a tinta“, completa.

Esses e tantos outros fatores externos são contornados com a realização de um projeto muito bem acertado e composto por um conjunto de informações sobre as fases e seus tempos. E é mediante esse calendário que o profissional de arquitetura e seu cliente decidem sobre a conveniência de iniciar e concluir uma obra até o final do ano ou deixar para o próximo.

Segundo Bruno, embora as estações da primavera e verão sejam populares para as construções, a realidade demonstra que a melhor época do ano para empreender uma reforma é aquela em que o orçamento esteja adequadamente provisionado e o nível de incômodo, como as chuvas seja minimamente reduzido.

Esse ano ou o ano que vem?

Antes de começar o processo, o arquiteto consulta suas equipes de obras e fornecedores sobre os prazos estimados para o trabalho e as entregas. “O cenário é variado e tanto encontramos empresas que adotam as férias coletivas, como também contamos com equipes que mantém suas operações ininterruptas ao longo de todo o ano”, compartilha. Por conta das tradições confraternizações entre colegas, amigos e familiares, a agenda concorrida é um contratempo difícil de ser driblado. Com a produção do cronograma, que engloba todas as datas previstas, a equipe do BMA Studio acompanha à risca, tendo como norte o início e o dia estimado para o término.

Se entendermos que as datas não batem dentro do calendário, nosso papel é deixar claro para o cliente e acalmar suas expectativas. “Gostamos de enfatizar que, ao contrário de novembro e dezembro, o mês de janeiro já é muito mais sereno, pois não temos aquela sensação de uma urgência fora do compasso“, analisa.

arquiteto Bruno Moraes delibera que o acompanhamento de um profissional é o antídoto para as dores de cabeça diante de resoluções que o cliente, por falta de experiência, tem dificuldades de tomar | Foto: Guilherme Pucci
Em muitos casos, uma reforma simples e em ponto específico alcança a expectativa sobre resultado aguardado em uma atuação precisa e célere. Isso inclui uma pintura e a instalação de acabamentos, entre outras atividades mais ligadas às fases de finalização. Nesse apto realizado pelo arquiteto Bruno Moraes, as intervenções do projeto permitiram que seus clientes pudessem se mudar em um breve prazo de 30 dias | Foto: Guilherme Pucci 

A segurança de contar com um profissional especializado

Com o desejo de economizar, o barato pode sair mais caro quando o morador entrega sua confiança para profissionais sem os devidos conhecimentos e experiências. Considerando que cada obra é uma obra, a confiança em uma indicação de um amigo ou parente que já trabalhou com determinada pessoa, mas sem a formação necessária, é sucedida por muitos problemas a serem resolvidos. “A depender do grau de complexidade, o estresse e o desembolso financeiros só crescem, pois ambas as partes não sabem qual a decisão certa a ser tomada“, reforça Bruno. “A contratação de um profissional que começa na época do projeto e termina ao entregar as chaves se torna muito mais eficiente e econômico, sem contar a tranquilidade de saber que a obra ficará de acordo com o sonhado“, finaliza.

Sobre BMA Studio 

Criado há 14 anos, o escritório é comandado por Bruno Moraes, arquiteto formado pela Faculdade Belas Artes de São Paulo (FEBASP) e pós-graduado em Gerenciamento de Empreendimentos na Construção Civil pela FAU Mackenzie. Bruno já passou por grandes escritórios, como o do arquiteto Siegbert Zanettini.  

Atua nas áreas de gerenciamento e execução de obras, concepção de projetos de casas, reforma de apartamentos, stands de apartamento decorado, retrofits, espaços corporativos e áreas comuns de edifícios. Dispõe de equipe própria de obra treinada para gerir os trabalhos com processos inteligentes, com diferenciais como um aplicativo personalizado para gestão das obras. Entre seus principais clientes estão: o Grupo Volkswagen, as multinacionais Arauco e Fabbri, os escritórios da Tecban (Banco 24h), as Sorveteiras Rochinha, um projeto de revitalização urbana no bairro do Bixiga. Além de obras diversas executadas em todas as regiões do Brasil e uma participação na Mostra Casa Saudável HBC.  

A marca BMA Studio conta com trabalhos e vídeos publicados em importantes veículos de arquitetura do Brasil. Bruno é colunista do Portal PiniWeb, é apresentador do PodCast de Arquitetura Corporativa para o ClubCasa Design, foi apresentador do PodCast do Viva Decora e desde 2019 participa do quadro de decoração do Programa da Eliana, no SBT. Em 2023, marcou sua estreia na maior mostra de arquitetura das Américas, a CASACOR São Paulo. Com seu ambiente ‘Cozinha Funcional’, foi vencedor do prêmio Melhor Ambiente, na categoria Cozinha Integrada ou Cozinha Gourmet, concedido pela VEJA São Paulo na 36ª edição. 

Autora:

Glaucia Ferreira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio