27.8 C
São Paulo
sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

76%  das empresas vão realizar eventos de confraternização de fim de ano, revela pesquisa

Com diferentes formatos e estilos as confraternizações de fim de ano podem trazer vários benefícios para a cultura organizacional da empresa

As festas de confraternização de fim de ano, promovidas pelas empresas, são datas em que não apenas se é comemorado o encerramento de um ciclo e suas conquistas, mas também celebram a importância de seus colaboradores. Uma pesquisa realizada pela Think Work, revelou que 76% das empresas irão realizar eventos de confraternização no fim do ano.

Podendo adotar diferentes formatos e estilos, de acordo com o  foco da cultura organizacional da companhia, das cinquenta e quatro empresas entrevistadas pela pesquisa, 56% irão realizar eventos que irão durar algumas horas, já 22% contarão com uma confraternização de meio período, enquanto 11% optaram por comemorações que durem o dia inteiro. Por fim, 9% revelou que algumas terão duração superior a um dia.

Alessandro Tomazelli, CEO da Cia do Tomate, empresa especializada em recreação infantil, revela que as confraternizações são importantes não só para o funcionário, mas também para os familiares que participam deste momento. “Produzimos festas de empresas, como a Porto Seguro, que conta com um público de 10 mil pessoas, onde ficamos responsáveis pela recreação infantil, com o fim de proporcionar a melhor experiência para os funcionários e seus filhos”, explica.

Tomazelli ressalta que as confraternizações proporcionam diversos benefícios que contribuem para um ambiente mais produtivo e saudável, criando um ambiente propício ao crescimento dos funcionários, parte fundamental de um negócio. 

Durante as festas corporativas de final de ano, é comum que colaboradores tenham dúvidas sobre o comportamento ideal a ser adotado em meio a seus colegas e superiores de profissão. Alex Araújo, CEO da 4Life Prime, empresa líder em saúde e segurança do trabalho, categoriza as confraternizações como um momento a ser avaliado positivamente. “Devemos refletir mais sobre o que deve ser feito do que quais comportamentos devem ser evitados. Trata-se da oportunidade de investir em relacionamentos interpessoais, atualizar currículos e aproximar-se de pessoas cujas rotinas de trabalho são distantes da sua e inviabilizadas de contato diário”, avalia o CEO. 

Esses ambientes mais descontraídos também permitem que as pessoas se expressem com mais facilidade, possibilitando que futuramente se sintam mais encorajadas a expressar ideias ou até mesmo soluções mais criativas e inovadoras que venham a contribuir para a empresa. 

Alex revela uma experiência pessoal onde sua proatividade o beneficiou. “Recebi uma oportunidade de promoção devido a uma conversa que meu chefe da época ouviu entre eu e um colega do trabalho sobre uma matéria que havia sido televisionada. Chefes apreciam pessoas antenadas em assuntos atuais, proativos e flexíveis em seus relacionamentos. É preciso que o colaborador utilize de momentos de descontração para aproximar-se ou até mesmo apresentar-se a seus superiores”, finaliza o especialista.

A busca por excelência torna o ambiente corporativo desafiador, fazendo com as confraternizações proporcionem um momento de relaxamento, diversão e redução do estresse. Melhorando, assim, o bem-estar dos trabalhadores. Outro ponto, já anteriormente mencionado, é como esses eventos precisam reconhecer e valorizar os seus colaboradores, sendo um dos objetivos demonstrar agradecimento pelas conquistas e esforços realizados durante todo o ano.A celebração dessas festas são importantes para incentivar a cultura organizacional da empresa, assim como transmitir os valores, missões e objetivo deste de uma maneira mais informal e orgânica.

Autora:

Danieele Ferreira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio