14.5 C
São Paulo
sábado, 13 de julho de 2024

Brasil Colônia I Resenha Crítica do capítulo I do livro “O Diabo e a Terra de Santa Cruz: Feitiçaria e Religiosidade no Brasil Colonial” de Laura de Mello e Souza

A análise a ser apresentada diz respeito ao primeiro capítulo, formado por 65 páginas, da obra “O diabo e a Terra de Santa Cruz: Feitiçaria e religiosidade no Brasil colonial” da historiadora brasileira Laura de Mello e Souza. O livro é composto por cerca de 397 páginas e lançado pela editora Companhia das Letras em 1986, entretanto a edição a ser abordada é do ano de 2005 com os direitos reservados à editora Schwarcz LTDA.

O capítulo é denominado pela autora de “O Novo Mundo entre Deus e o Diabo”, o que é um título muito interessante visto que, é de certa forma, uma síntese do que irá ser desenvolvido ao longo desse excerto. A priori, a historiadora delimita seu campo de estudo para a escrita da obra, sendo este, o Brasil colonial dos séculos XVI, XVII e XVIII, abarcando as regiões da Bahia, Pernambuco, Paraíba , Grão- Pará, Maranhão, Minas Gerais e Rio de Janeiro (2005, p. 18).

Autora:

Maria Clara Cabrera Penasso

Download:

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio