22.7 C
São Paulo
sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

Um Dia de Cada Dia e Uma Coisa de Cada Vez!

“…Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã se preocupará consigo mesmo”…Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, porque o amanhã trará suas próprias preocupações” MATEUS (6.34) Bíblia King James. culpará consigo mesmo. Basta a cada dia, o seu próprio Mal”. MATEUS (6.34) Nova Versão Internacional (NVI).

“…Portanto, não vos preocupeis com o dia de amanhã, porque o amanhã trará suas próprias preocupações” MATEUS (6.34) Bíblia King James.

“Correr atrás do vento”, assim o escritor do livro sapiencial do Eclesiastes define, a correria do dia a dia. Já o Salmista, na amplitude de seu pensamento define á passagem do dia para a noite, dentro de uma metáfora, não menos imaginária que o autor primeiro, contudo salienta o diálogo passageiro do tempo, na forma mais empírica da vida, pois: “Um dia faz declaração á outro dia e uma noite revela sabedoria a outra noite”. É desta forma, que os opostos se encontram, no desenrolar da vida. Para muitos, na suntuosidade da Paulista, seus munícipes e transeuntes, se encontram com a sabedoria, enquanto isto; na “boca do lixo” do Brás, e/ou; na degradação social da “Santa” Efigênia, que de “Santa” não tem mais nada, e hoje já deixou de ser “Santa” Há muito tempo. Muitos se degradeiam, na busca insólita e cada vez, menos sóbria, das soluções para os problemas, que se perpetuam em meio á vida. Com todos esses contornos e entornos, da vida incomum, na busca de soluções comuns, a orientação de Deus, que tudo sabe; porém nada passa despercebido diante de seus olhos, uma coisa é certa!

É PRECISO VIVER: “Um dia de cada dia e Uma coisa de cada vez” (Eclesiastes 3:1-08).

Jesus foi sem dúvida, o maior exemplo de uma vida sábia, aquele que sabia o momento exato de “parar” e a hora própria de continuar caminhando. Até foi cobrado por ter chegado “atrasado” ao enterro de Lázaro, como também ensinou a Maria como se deve priorizar á busca do essencial, e á Marta; os erros de priorizar aquilo de somenos importância, “…Marta andas afadigada” (Uma forma de ansiedade) característica de nosso tempo; contudo; Maria escolheu a boa coisa, isto é; (Fez a melhor escolha). Assim Jesus fazia “paradas” “Obrigatórias” na vida das pessoas que eram colocadas em seu caminho, como também; outras saíam de seus caminhos e iam em direção á Jesus, pois entendiam que tinha Ele, a melhor maneira para nos ensinar e direcionar, pelo bom caminho. Jesus ensinou, tanto á Maria como á Marta, duas maneiras próprias de viver cada dia de cada vez fazendo ás escolhas próprias e propícias de cada coisa.

Foque Uma Coisa de Cada Vez Para Discernir O Problema “Nosso de Cada Dia”. “O Pão nosso de Cada dia, nos dai hoje, não os Pães nosso de Todos os dias”. (Mateus 6:11).

Há um ditame “tosco” para alguns, mas pode ser sábio para outros, “…vai alta a noite e vem chegando o dia…”(Romanos 13:12). Esta pequena frase, nos revela coisas bem interessantes, além do fato; de que uma hora ou outra, o dia chega! Todavia; assim como “basta” a cada dia o seu mal, assim também, “basta” esperar em Deus, o distinguir o tempo e a hora certa das coisas. Muita coisa dá errada, na hora certa, ainda que necessariamente, não se queira dizer, que as coisas devam ser feitas fora de seu tempo certo. A misericórdia de Deus não tem hora errada, pois Ele faz todas as coisas, no tempo correto! Nossa dúvida, ansiedade, inquietações e prospecções insanas, que nos tornam propícios aos experimentos do mal, pois já não bastasse ás dificuldades naturais da vida, quase sempre damos uma “força” para o mal quando não compreendemos o tempo certo de cada coisa, como também; não aprendemos a viver um dia de cada dia e uma coisa de cada vez.

Um Dia Perfeito! “…O justo é como a luz da aurora, que vai brilhando! Brilhando! até se dia perfeito. (Provérbios 4:18).

Uma coisa é fato! Não existe dia perfeito sem a presença de Deus, mesmo porque, a vontade de Deus é boa, agradável e perfeita. Isso não quer dizer, que não se possa viver o “Mal” de cada dia, na mais perfeita perfeição de Deus! O mal é mal, muitas vezes; na forma como o vemos, na amplitude como o percebemos e no sentido que o discernimos, Deus disse: “Basta a cada dia o seu mal, e não: “Basta permanente e ininterruptamente, o seu mal”. O mal uma hora há de cessar, na cova dos leões ele rugia ferozmente ao natural, porém se tornou inócuo ao espiritual. Hoje você pode estar mal ao ponto de se desejar o próprio mal, pois Ele tira a vida, e Ele mesmo a dá. O mal perambula pelos becos do Brás, na “Santa ” corrompida pela Efigênia, assim como os olhares suntuosos da Paulista esconde olhares vulneráveis, corações perturbados e caminhar sinuosos, porque tanto ali como acolá basta cada dia, o seu mal.


Telles
Telles
O autor é Mestrando em Educação. Bacharel em Teologia. Licenciado em: Pedagogia, Filosofia, História. Especialista em: Teologia Bíblica. Ciências da Religião. Neuropsicopedagogia. Orientação Educacional. Psicopedagogia. e cursando: Especialização em Gestão Educacional e Licenciatura em Letras.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

O Mundo Precisa “Chorar”.

O “EU” DIVIDIDO.

Patrocínio