21.5 C
São Paulo
segunda-feira, 15 de abril de 2024

A terceira facada

Caro leitor, trago um breve resumo do pronunciamento realizado pelo ex-presidente da República do governo Bolsonaro e Senador eleito pelo partido Republicanos, General Hamilton Mourão, na noite do dia 31 de Dezembro de 2022. Último dia de seu mandato, exercendo o cargo de Presidente interino.

Após o último pronunciamento do ex-presidente Jair Messias Bolsonaro, através de uma live realizada e transmitida para todo o Brasil, Bolsonaro passou o comando da nação para o General Hamilton Mourão. E determinou que o mesmo fizesse um pronunciamento de sete minutos no dia seguinte, em rede nacional. Em seguida, viajou para os Estados Unidos com sua família.

Começa então, mais um projeto de traição, movida por anseios de protagonismo. Ou seja, a “terceira facada”.

O Pronunciamento

Ex-presidente interino, General Hamilton Mourão (Republicanos).

O ex-presidente interino, Gen. Hamilton Mourão, inicia seu discurso com a seguinte frase: “Julgo relevante trazer uma palavra de esperança, de estímulo e apreço ao povo brasileiro…” (Hamilton Mourão).

Porém, com o desenrolar de seu discurso, vimos que o fio de esperança que ainda havia por parte dos brasileiros que deixaram suas famílias por mais de 60 dias, , estaria naquele momento escorrendo pelos dedos.

Mourão ainda exaltou os feitos pelo governo Bolsonaro durante a pandemia de COVID-19, e também pelas medidas adotadas na economia e infraestrutura.

Contudo, encerra seu discurso fazendo uma breve defesa as Forças Armadas. Atribuindo as manifestações que clamam por socorro as próprias forças armadas pedindo o restabelecimento da lei e ordem (GLO), previsto no Artigo 142 da constituição Federal, ao ex-presidente Jair Bolsonaro. Levando a entender que por causa de omissão por parte do próprio presidente Bolsonaro, houve uma motivação para que se fomentaram um pretenso golpe.

Encerrando-se assim todo fio de esperança que ainda havia no coração de todos aqueles que deixaram suas respectivas famílias para lutar a guerra de forma pacífica em prol da liberdade, valores familiares e pelo avanço do país. Mesmo em meio a tantas dificuldades movidas por uma crise sanitária, guerra na Ucrânia e parcela da população que envolve civis, militares, políticos e quase toda a imprensa brasileira.

O Senador eleito Hamilton Mourão (Republicanos) desfere então, a “terceira facada” contra Jair Bolsonaro.

Veja o vídeo na íntegra:

TV Brasil – Pronunciamento do ex-presidente interino Hamilton Mourão.

Opinião

Após a primeira facada que ocorreu literalmente, em 2018 quando estava em campanha no estado Minas Gerais, Bolsonaro sofre uma segunda facada. Desta vez, em forma de traição por arte de alguns que juraram amor a pátria. Ou seja, alguns oficiais generais das forças armadas que devem lealdade ao presidente em exercício, por ser o Chefe Supremo das forças, previstos na constituição. Más, principalmente, ao povo brasileiro.

Não precisa ser um cientista político para entender que não terão vida fácil, política e social, aqueles que não se curvaram e não se curvarão, diante do autoritarismo de um governo que já mostrou a que veio. Mesmo antes de ser empossado. Principalmente, para quem estiver em cima do muro. Adotando postura de isenção, por receio de represálias da oposição. Terão que adotar uma posição corajosa para não sucumbir. E porque não dizer, morrerem politicamente, diante de um governo que age por vaidade e desejo insaciável de poder.

Não haverá espaço para partidos e políticos isentões que não se posicionam firmemente. Já que está claro o alinhamento afinado entre os membros do governo eleito, o atual presidente do congresso nacional Arthur Lira (PP) e o atual Presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD).

O que resta aos que farão oposição ao governo petista é ter coragem e muita disposição para trabalhar. Com o propósito de fortalecer e estabelecer grandes lideranças nas casas legislativas visando o próximo pleito presidencial em 2026.

Deus abençoe o nosso Brasil!

Daniel Da Silva Vitor
Daniel Vitorhttps://www.atitudequerealiza.com.br/
Daniel S. Vitor, nascido em 01 de fevereiro de 1983 no bairro da Mooca, zona leste de São Paulo/SP, é Radialista, Jornalista e comentarista brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Desenvolvimento Pessoal

Empreendedorismo e Motivação

Você sabe o que é Alopecia?

Patrocínio