22.1 C
São Paulo
terça-feira, 2 de abril de 2024

Preço pago pelo consumidor volta a subir em outubro, com aumentos nos segmentos de mercearia e perecíveis, segundo Radar Scanntech

Outubro é também o mês que registra o melhor resultado de vendas em unidade e volume do ano

Segundo o estudo mensal Radar Scanntech outubro de 2022, voltou a crescer o valor médio pago pelo consumidor em produtos da cesta básica em relação a setembro de 2022. Houve crescimento do preço médio em mercearia e perecíveis e as retrações de valores em mercearia básica, foram menores do que nos dois meses anteriores. Mesmo assim, outubro entrega o menor aumento de preço médio comparado ao mesmo período do ano anterior desde abril de 2022.

“Depois de dois meses de redução de preço médio pago pelo consumidor, outubro volta a aumentar os valores. No entanto, comparado ao ano anterior, o mês entrega o menor aumento de preços desde abril. Outubro é também o mês que registra o melhor resultado de vendas em unidade e volume do ano, resultado este impulsionado pelo aumento da retomada de fluxo em lojas e pela diminuição da retração de unidades por ticket”, analisa Priscila Ariani, diretora de Marketing da Scanntech.

Segundo o estudo mensal foi possível perceber um aumento no fluxo nas lojas em outubro de 2022, registrando +7,8% versus outubro de 2021. Já as unidades por ticket tiveram uma redução de -8,6% vs Out’21. Tanto a retração das unidades por ticket quanto o aumento do fluxo de lojas são indicadores melhores daqueles que observamos na média do ano, indicando a melhor performance do mês.  

Outubro mantém a tendência dos últimos meses de redução na retração em unidades e volume, com aceleração no crescimento das vendas em valor.

E apesar de seguirmos com retração do volume consumido, outubro foi o melhor mês do ano,  tanto em unidades, quanto em volume ou faturamento.  

Na cesta de bebidas, refrigerantes, sucos prontos e energéticos tem destaque positivo, com crescimento tanto em valor quanto em unidades em outubro de 2022. Já nos destaques de crescimento de faturamento da mercearia básica, massas alimentícias, feijão, arroz e café solúvel, são as únicas categorias que também crescem em unidades, por outro lado, café moído e leite UHT, mesmo com crescimento em valor, ainda permanecem com queda em unidades.

Autor:

Gabriel Godois 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Leia mais

Patrocínio