15 C
São Paulo
sexta-feira, 1 de julho de 2022

Máximas para a vida

1

Onde vou, sempre sou uma estrangeira. 

2

A liberdade é a loucura do espírito. 

3

A poesia é um grito de liberdade soando na masmorra.

4

A arte é um striptease da alma. Por sorte, sou uma grande pervertida.

5

A vida é escrita com tinta permanente. 

6

A miséria é sempre cercana. 

7

Não é improvável que a maior estupidez de hoje tenha sido a maior genialidade do último milênio. 

8

Encarar o abismo sempre provoca vertigens. 

Autoria:

Ariel Von Ocker é escritora, psicanalista, poliglota e acadêmica de Letras e História. Também já trabalhou no teatro como dramaturga e atriz. Autora com seis livros publicados, atua desenvolvendo pesquisas na área da psicanálise, literatura sob perspectivas historiográficas e estudos de gênero.

Atualmente é editora-chefe na Revista Ikebana, redatora no Jornal Tribuna e colunista no Instituto Brasileiro de Psicanálise Clínica, além de participar da iniciativa Projeto Simbiose, juntamente com Michelle Diehl e Cristina Soares. Além disso, participa do Coletivo Escreviventes. 

Contato: @ariel_von_ocker

Deixe uma resposta

Leia mais

Patrocínio