15.3 C
São Paulo
quarta-feira, 25 de maio de 2022

Satélite espacial TESS inicia operações científicas.

Agora sim, podemos dizer que uma nova era na caça a exoplanetas começou. O Transiting Exoplanet Survey Satélite da NASA, ou TESS começou buscar por planetas ao redor das estrelas próximas do Sol, as operações científicas do TESS começaram oficialmente no dia 25 de Julho de 2018. Espera-se que a missão TESS transmita a primeira série de dados científicos para a Terra em Agosto de 2018, e depois disso, essa transmissão de dados acontecerá a cada 13.5 dias, uma vez por órbita, quando a sonda faz sua maior aproximação da Terra. A equipe de ciência da missão TESS começará a buscar nos dados por novos planetas imediatamente depois que os primeiros dados chegarem. “Estou entusiasmado que nossa nova missão para caçar exoplanetas está pronta para começar a vasculhar a vizinhança próxima do Sistema Solar, atrás de novos mundos”, disse Paul Hertz, diretor da divisão de astrofísica da NASA, na sede da agência em Washington. “Agora, que nós sabemos que existem mais planetas do que estrelas no nosso universo, aguardo ansioso os mundos estranhos e fantásticos que estamos próximos de descobrir”.

O TESS é o satélite da NASA mais recente para pesquisar por planetas fora do Sistema Solar, os chamados exoplanetas. A missão irá gastar os próximos dois anos monitorando as estrelas mais próximas e mais brilhantes, procurando por quedas periódicas na curva de luz delas. Esses eventos, chamados de trânsito, sugerem que um planeta pode estar passando em frente da estrela. Espera-se que a missão TESS encontre milhares de planetas usando esse método, alguns deles que potencialmente podem suportar a vida. A missão TESS é uma missão do programa NASA Astrophysics Explorer, liderado e operado pelo MIT em Cambridge, Massachusetts, e gerenciado pelo Goddard Space Flight Center da NASA em Greenbelt, Maryland. O Dr. George Ricker, do KAvli Institute for Astrophysics and Space Research do MIT, é o principal pesquisador da missão. Entre os parceiros adicionais, pode-se citar, a Northrop Grumman, baseada em Falls Church, na Virginia; O Ames Research Center da NASA no Vale do Silício, Califórnia, o Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics em Cambridge, Massachusetts, o Lincoln Laboratory do MIT em Lexington, Massachustts, e o Space Telescope Science Institute em Baltimore. Além disso universidades, institutos de pesquisas e observatórios do mundo todo, participam da missão.

FONTE: NASA

José Ruiz Watzeck
José Ruiz Watzeckhttps://escolassempatria.blogspot.com/
Jornalista, Escritor, Autor, Geógrafo, Matemático, Professor, Neuropsicopedagogo, Especialista em Docência do Ensino Superior, Pós graduado em Auditoria, Gestão e Licenciamento Ambiental, Pós graduado em Geoprocessamentos e Georreferenciamentos, Pedagogo.

Deixe uma resposta

Leia mais