26.3 C
São Paulo
quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

A desconstrução de um fato

A data de hoje, 31 de março de 2021 é a pedra angular da proposição deste artigo, cinqüenta e sete anos de um movimento significativo, comemorativo para alguns e depreciado por outros, ela repercutiu e repercute nacionalmente até o dia de hoje, trouxe contribuições consideráveis para muitas áreas, especificamente na educação escolar, ainda usada como cunha, não de suporte, mas de ruptura de conceitos e teorias. Este artigo tem a intenção de detectar a facilidade da desconstrução de fatos, que tem sua origem nos aspectos comportamentais e neurobiológicos na descrição por quem a faz, seja escrita ou oral, suas variantes devem ser levadas em consideração, porque elas têm o poder de descaracterizar uma verdade, ou falsar um ocorrido, uma delas é a fonte de pesquisa recorrida de quem compõe, há uma série de atenuantes que podem transtornar a ordem, a data, o ocorrido em si. Vamos nos debruçar sobre uma análise comportamental, com padrões mais para o cientifico, analítico e suas eventualidades. Como objetivo principal, alvitraremos uma leitura mais precisa, empregando a racionalidade e menos tendências emotivas e ideológicas de fatos, argumentos, teorias e linhas de pensamento, citações de teóricos serão expostas para uma análise criteriosa, despertando a razoabilidade.

Palavras-chave: desconstrução de fatos; descaracterizar; racionalidade.

Autor:

Nalio Santana Junior

Download:

Deixe uma resposta

Leia mais