17.8 C
São Paulo
sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

A “Guerra das Correntes” E A Numerologia do Número Dois.

3Ora, duas pessoas poderão caminhar lado a lado se não tiverem de acordo?

Livro do Profeta Amós Capítulo 3 Verso 3. (Bíblia: King James).

Duas pessoas andarão juntas, se não tiverem de acordo? (NVI) Nova Versão Internacional.

3
Caminham duas pessoas juntas sem que antes tenham combinado? (Bíblia de Jerusalém).

Nas duas últimas décadas, do Século XIX, Thomas Edison e Nikola Tesla associado à Westinghouse, protagonizaram, aquilo que ficou conhecido como: A “Guerra” das Correntes. Talvez, você deva estar se perguntando: O que é isso? Corrente contínua é o fluxo ordenado de elétrons num único sentido mediante a presença de uma diferença de potencial, enquanto, que na corrente alternada, os elétrons não estão seguindo apenas uma direção no circuito, pelo contrário, eles estão de forma alternada seguindo num sentido e no outro. É graças a corrente alternada, que a eletricidade chega até nossas casas por meio das redes de transmissão, muitas das quais viajem centenas e milhares de quilômetros. Mas não é sobre esta “guerra” que queremos desenvolver nossos assuntos, mas sim; sobre tantas outras “guerras” nascidas bem antes do homem vir a se tornar homem, isto é; a origem de todas as “guerras”, esta; numa dimensão transcendente, o que certamente, numerologicamente, nos revela o sentido do número 2, cujo sentido é o de oposição, contrariedade e disputa. A primeira “guerra” nasceu no céu! Leia: Isaías 14:12-14 e Ezequiel 28:13-17. Neste contexto, a corrente contínua se adequa melhor ao diabo, pois apesar de ser o “deus deste século” como enunciado pelo apóstolo Paulo em sua segunda carta aos Coríntios, 4:04, ele ainda é um ser limitado, enquanto Deus, o Senhor dos Senhores, se compatibiliza melhor à corrente alternada, pois assim como ela, ele vai mais longe, isto é; é onipotente e está em todos os lugares ao mesmo tempo. Ler: Salmo 139 verso 8. Não irei discorrer sobre isso por falta de espaço. Assim, como Deus e o diabo, Deus e o homem passaram a caminhar em sentidos opostos, algo que se deu no Jardim do Édem, cujas consequências são vistas, no transcorrer da História humana.

Caminham duas pessoas juntas sem que antes tenham combinado? (Bíblia de jerusalém).

Tesla e Edison não caminharam juntos, pois os interesses de ambos não eram os mesmos. Há muitas guerras, na vida, na sociedade e no mundo. Cujo exemplo de Tesla e Edison, na numerologia e na vida, nos dão alguns sentidos para compreensão de outras “guerras”, as quais mostraremos a seguir.

A GUERRA IDEOLÓGICA: RELIGIÃO X CIÊNCIA. Em um diálogo entre, Luís Felipe Pondé (Filósofo) e Caio Fábio de Araújo Filho (Reverendo/Teólogo), quando perguntado, se havia ligações entre Religião e a Ciência, Caio Fábio, de maneira sucinta e inteligente respondeu: _ Religião (dogma) e Ciência jamais se encontram, porém; Religião e fé, jamais se separam. A principal “guerra” entre Ciência e Religião ou vice verso, se dá muito acintosamente, quando se discute; “Criacionismo e Evolucionismo” se a fé for entendida como “Religião” fora do âmbito da transcendência e espiritualidade, essa será uma guerra sem fim e evidentemente, não haverá vencedores. Muitos cientistas famosos como: Isaac Newton e Blaise Pascal souberam conciliar a Ciência com a fé, pois sem a fé, a própria Ciência não existiria, pois a prática científica é uma demonstração de fé, eu jamais descobriria a Lei da Relatividade, se a minha fé nessa busca, não se tornasse, uma prática científica movida pela fé pulsiva e pulsante, dentro de quem as pratica. Neste sentido, a fé é contínua, no sentido e permanecer, e alternada, em sua necessidade evolutiva, isto é; crescimento da fé, igual a crescimento espiritual, relacionalmente transcendente, muito diferente de dogmatismo religioso. Muitos cientistas não crê e Deus, pelo fato de confundirem fé com religião. Se esta compreensão não transcender a religião, esta “guerra” se eternizará.

Ora, duas pessoas poderão caminhar lado a lado, se não tiverem de acordo? (bíblia: king james).

A IDEOLOGIA DE GÊNERO: UMA “GUERRA” BÍBLICO-TEOLÓGICA. Uma discussão proveniente de uma antagonia posicional, na vida e no meio social é: É possível alguém nascer gay? Muitos até usam, o texto escrito por Mateus, em que; segundo muitos, Mateus 16: 12, reivindica para si, o “fato” de Jesus ter dito: “Uns nascem, outros são feitos e outros escolhem ser eunucos por causa do Reino de Deus”. Será que isto é assim mesmo? A homo afetividade é uma “anomalia?”. é uma causalidade provocada pelo homem, ou é uma escolha pessoal do indivíduo? Jesus em Mateus 16 está realmente, se referindo à homossexualidade?

Jesus refere-se, de maneira muito substancial aos Eunucos! Uma boa sugestão de Leitura sobre isso é: “Eunucos Pelo Reino de Deus”, livro escrito por Uta Hanke Heinermann. Eunuco é um Adj/Substantivo Masculino proveniente do Grego: “eunoûkhos”. Onde pode ser traduzido por: Capado, e/ou Castrado. No entanto, o Eunuco dentro do contexto em que é encontrado na Bíblia é o (SUPERINTENDENTE, ADMINISTRADOR), ou ainda, o responsável pelos “haréns” em que os reis, orientais tinham muitas mulheres, dentre as quais, suas concubinas, observe por exemplo, Livro de Atos dos Apóstolos, Capítulo 8:26-27. nos. Filipe é enviado em missão

26Então, um anjo do Senhor falou a Filipe e lhe ordenou: “Apronta-te, e vai em direção ao sul, pelo caminho deserto que desce de Jerusalém a Gaza”. 27Ao que ele se levantou e partiu. No caminho encontrou um eunuco etíope, alto oficial, administrador de todos os tesouros de Candace, rainha dos etíopes. Citamos esta passagem apenas para a compreensão de um dos sentidos e aplicação, da palavra Eunuco. Contudo, muitos usam a passagem Em Mateus 16:12 para defender a tese, de que; Jesus estava falando sobre a homossexualidade, principalmente, quando Ele diz: “Uns nascem Eunuco” desde o ventre de suas mães, outros; os homens fazem eunuco, isto é; são reflexos de atitudes de outros sobre eles, como no caso de homens, que em virtude de cuidarem das mulheres dos reis eram castrados e tinham seus testículos removidos, com o objetivo de não molestarem às mulheres dos reis, no sentido de reprimir, não apenas o desejo sexual, como também, de impossibilitarem, que os desejos, se concretizasse em atos. Porém, hoje se discute muito, sobre a ideologia de gênero, de acordo com SCALA (2012) Uma ideologia é um corpo fechado de ideias, que parte, de um pressuposto falso _ que por isso deve impor-se evitando toda a análise racional e por isto vão surgindo ás consequências lógicas desse princípio falso. As ideologias se impõem utilizando o sistema educacional formal, (Escola e Universidade) e não formal, meios de propaganda, como fizeram os Nazistas e os Marxistas. No que tange à Ideologia de Gênero, segundo SCALA (2012), O fundamento da Ideologia de Gênero, principal e falso é este: o sexo seria, o aspecto biológico do ser-humano, e o gênero seria, a construção social, ou; cultural do sexo, isto é; que cada um seria livre, sem condicionamento algum, nem sequer biológico para determinar seu próprio gênero dando-lhe, o conteúdo que quiser e mudar de gênero, quantas vezes quiser. O gênero destrói a estrutura antropológica, íntima do ser humano SCALA (2012). Jesus não estava tratando na passagem citada sobre a homossexualidade e/ou; os aspectos homo afetivos, contudo; a homofobia sim, nasce de uma construção social ideológica, em que pese, o número cada vez mais crescente, das manifestações homo fóbicas, na sociedade como um todo. E ser Gay, Lésbica e Travesti, no Brasil é sinal de desprezo e preconceito social, quando não pouco; motivo de ódio, tipo uma eugenia característica, de sistemas intolerantes, como o nazi-fascismo, na Alemanha e Itália, no curso da Segunda Grande Guerra, bem como; no holocausto. Jesus ali mencionava algumas considerações sobre o divórcio, isto é; os aspectos celibatários, todavia, celibato não significa homossexualismo, se assim fosse, o próprio Jesus teria sido um, pois; Ele se fez “eunuco” pois; um homem casado jamais cumpriria ás incumbências de seu ministério nômade e ambulante, caso Jesus tivesse sido um homem casado. Nietzsche, quando indagado sobre o casamento, assim como Nikola Tasla, ambos afirmaram, que jamais teriam escrito e descoberto, o que fizeram, se fossem casados, porém; ambos optaram pelo não casamento, Nietzsche, mais pela frustração amorosa, enquanto Tesla, pela sua opção pessoal. Portanto, ele “se fez” eunuco, escolheu o celibato. A despeito de Jesus não estar tratando, sobre a homo afetividade, se fossemos considerar, como se estivesse, eu particularmente acredito que Deus criou homem e mulher, conquanto, não venha desconsiderar a possibilidade de a homossexualidade ser uma “anomalia”, tanto nos aspectos biológicos, quanto sociológicos, pois; biologicamente, nascem hermafroditas, pessoas com os dois sexos, por que não, uma pessoa não pode nascer homossexual? É preciso compreender, que na criação do homem e sua mulher, não havia nenhuma intervenção interna e externa, no ato criativo, tanto é, que Deus viu que tudo quanto havia feito era muito bom! E uma das razões para ter afirmado que era muito bom tem raízes, no fato; de que aquilo que havia feito era: física, moral e espiritualmente perfeito. Não havia nenhuma influência pecaminosa. Também acho, que fatores: sociais, ambientais, comportamentais e culturais podem fazer com que, “Outros são feitos pelos homens”, isto é; um sujeito abusado sexualmente muitas vezes poderá reproduzir essa construção delituosa, transferindo às esferas traumáticas do comportamento humano. Também acredito, que a homo afetividade parte também, de uma escolha pessoal do indivíduo, um “livre – arbítrio” arbitrado, ou seja; a vontade da carne exercendo o domínio de minha própria vontade.

CAMINHARÃO DUAS PESSOAS JUNTAS, SE NÃO ESTIVEREM DE ACORDO? (BÍBLIA NVI) NOVA VERSÃO INTERNACIONAL.

A “GUERRA” DAS DUAS NATUREZAS. O homem é naturalmente bom, a sociedade é que o corrompeu (ROUSSEAU). Muitas pessoas há, que possam concordar com a ideia de Rousseau, todavia; se o Filósofo Francês ao se referir tivesse em mente, a natureza essencial, anterior ao evento pecaminoso, no Jardim do Édem, certamente, ele teria razão, porém, se sua ideia de natureza estiver se referindo à natureza do homem, após a queda do primeiro Adão, ele estará absolutamente equivocado. Pois, toda coisa má é uma coisa boa que se corrompeu! E maior certeza disso, é a “guerra” entre o meu “eu” e Deus, entre fé e religião, Religiosidade e espiritualidade. O homem foi bom antes de conhecer a natureza pecaminosa e se tornou, mau em razão dos desejos provenientes desta natureza, pois; como diz o apóstolo Paulo,

Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.

Romanos 7:18

As duas naturezas vivem uma “Guerra” contínua, pois; não há concordância entre luz e trevas, como também, não pode haver harmonia, entre Cristo e belial. A numerologia, no estigma simbólico do número dois, aponta para um antagonia, um antagonismo causal, em virtude de duas naturezas opostas. Uma espécie de “Yang e Yung” espiritual. O homem sem Deus está desde o dia em que nasceu lutando contra si mesmo. E todas as brigas entre correntes: Ideológica, Filosófica, Teológica, Religiosa e espiritual, são manifestações de um homem, sempre em luta existencial contra ele próprio. Daí, Jesus dizer a um homem, doutor da Lei (Nicodemos) um homem que lutava e guerreava, contra si mesmo, “Você é Professor/ Doutor e não compreende estas coisas?”, um filho de carpinteiro, nascido em uma manjedoura trazendo confusão a um Professor/ Doutor! E, quantos, mestres, doutores e Pós Doutores, não compreende estas coisas? A “Guerra” das naturezas não é vencedor quem entende com a razão, mas sobretudo; é a “Ciência” da fé, uma fé que nasce de origem transcendente (espiritualidade) e torna, as coisas “loucas” deste mundo confundindo às coisas “sábias” e as que não são confundem às que são. De modo que em Cristo, na natureza espiritual, 28 Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem nem mulher; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. (Gálatas 3:28).

A natureza de Adão, nunca se conformará à natureza de Cristo, assim como luz e escuridão são díspares, naturalmente; porém; o homem nasce com apenas uma natureza, Davi e Paulo concordam neste assunto, “…Em pecado me concebeu minha mãe” (Davi), “Todos pecaram e carecem da glória de Deus” (Paulo) e essa glória, a qual Paulo se refere, é o resultado de um novo ser criado pela fé, nunca pela religião ou religiosidade, mas sim; transcendente, pelo poder de Deus. 4pelas quais nos tem outorgado suas preciosas e grandiosas promessas, para que por elas vos torneis co-participantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo. 5Por isso mesmo, aplicando todo o vosso esforço, acrescentai a virtude à vossa fé e o conhecimento à virtude, 6e o domínio próprio ao conhecimento, e a perseverança ao domínio próprio, e a piedade à perseverança, 7e a fraternidade à piedade, e o amor à fraternidade. 8Porquanto, se essas virtudes existirem e crescerem em vós, elas não vos deixarão ociosos nem tampouco infrutíferos no perfeito conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. 9Pois aquele em quem essas virtudes não habitam age como quem não pode ver ou enxerga somente o que está perto, tendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados. 10Portanto, irmãos, esforçai-vos com dedicação cada vez maior, confirmando o chamado e a eleição com que fostes contemplados, pois se agirdes desse modo, jamais abandonareis a fé. 11Pois dessa maneira é que vos será ricamente suprida a entrada no Reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. O pastor ministra a Palavra 2ª Epístola de Pedro. 2:4-11

Todas as “Guerras” nascem aqui!

O homem prefere o “ter” em detrimento do ser. SUA NATUREZA HUMANA. Mateus 19
20Replicou-lhe o jovem: “A tudo isso tenho obedecido. O que ainda me falta?” 21Jesus disse a ele: “Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá o dinheiro aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me”. 22Ao ouvir essa palavra, o jovem afastou-se pesaroso, pois era dono de muitas riquezas. …
A Obsessão pelo ter desencadeia todas às injustiças sociais.

A “FOME E SEDE DE JUSTIÇA” É PURA MANIFESTAÇÃO DA NATUREZA DIVINA. “Bem-aventurados, os que tem fome e sede de justiça, porque serão fartos” (Mateus 5:06).

Nunca se falou tanto em justiça social, como se tem dito, nos dias de hoje.

AS DUAS VERTENTES DO CORAÇÃO HUMANO.

O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem.

Mateus 15:11

O Coração do homem produz um coração “duro”, O coração de Deus Purifica o coração humano.

Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis.
Os homens serão egoístas, avarentos, presunçosos, arrogantes, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, ímpios,
sem amor pela família, irreconciliáveis, caluniadores, sem domínio próprio, cruéis, inimigos do bem,
traidores, precipitados, soberbos, mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus,
tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se também destes.

2 Timóteo 3:1-6

O CORAÇÃO COM A NATUREZA DE CRISTO.

22 Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,

23 mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei. Gálatas 5:19-23CompartilharCriar Imagem.

Conclusão.

Há uma diferença entre, progresso e Tecnologia. O progresso beneficia a sociedade, a Tecnologia, nem sempre. Se uma Tecnologia está poluindo o planeta, isso não é progresso. (Nikola Tesla).

A Tolerância chegará a tal ponto, que as pessoas inteligentes serão proibidas de fazer qualquer reflexão para não ofender os imbecis. (Dostoievski).

Referências

HEINEMANN, Uta; Hanke; Eunuco Pelo Reino de Deus Rio de Janeiro, Record, 1996.

Reis, Toni e Eggert, Edla IDEOLOGIA DE GÊNERO: UMA FALÁCIA CONSTRUÍDA SOBRE OS PLANOS DE EDUCAÇÃO BRASILEIROS. Educação & Sociedade [online]. 2017, v. 38, n. 138 [Acessado 14 Novembro 2021] , pp. 09-26. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/ES0101-73302017165522>. ISSN 1678-4626. https://doi.org/10.1590/ES0101-73302017165522.

ZIMERMANN, David. E.; Etimologia de Termos Psicanalíticos; Porto Alegre, Artmed, 2012

Telles dos Santos
O autor é Teólogo, Bacharel e Pós graduado em Teologia (PUC-PR). Faculdade Teológica Sul-americana (FTSA) Formado em Pedagogia Universidade Nove de Julho (uninove SP) e Pós Graduado em Neuropsicopedagogia pela Faculdade São Luís (SP) e pós graduado em Ciências da Religião. (Faculdade Batista de Minas Gerais). OBS.: Faço palestras sobre escatologia bíblica e outras doutrinas bíblicas, Conferências bíblicas e pregações em Igrejas e Eventos. Meu email. claudinei727@hotmail.com Caso queiram contactar-me.

Deixe uma resposta

Leia mais