9.6 C
São Paulo
quinta-feira, 19 de maio de 2022

Finalmente um refresco, Nação Santista: Santos abre cinco pontos do Z-4

Da última vez que apareci por aqui até agora, algumas coisas mudaram na vida do Santos Futebol Clube. A principal delas tem nome e sobrenome: Edu Dracena. Contratado pelo Alvinegro Praiano para atuar como gerente de futebol, o capitão do título da Libertadores de 2011 largou o Palmeiras em plena final da competição continental para ajudar o Peixe na briga contra a queda inédita.

Desde que chegou, duas vitórias. Claro que quem treina o time é Fabio Carille e quem jogam são os jogadores – e estes estão dando a resposta esperada – mas, o novo homem forte do futebol santista mudou o clima do elenco em conversas cara a cara com alguns nomes.

Parece de fato, principalmente nesta vitória de sábado contra o Athletico-PR, que vinha embalado após eliminar o Flamengo por 3 a 0 na Copa do Brasil, que aquele estilo do Corinthians veio para ficar. Faz 1 a 0, se seguro lá atrás, aprende a sofrer e bora pros três pontos. Se o treinador colocou isso na cabeça dos atletas e eles compraram, excelente.

Mas no Peixe as coisas não costumam funcionar assim. O torcedor gosta de equipes que jogam para frente. No momento, temos que dar graças a Deus por essas duas vitórias seguidas, mesmo que com um futebol não tão bonito.

Outra: Felipe Jonathan no meio-campo, que era uma ideia que já me agradava há algum tempo, de fato tem funcionado. Robson retornou de lesão e tem ido bem. Sanchez no banco também veio em boa hora. O experiente meia uruguaio não vive bom momento há tempo, está muito lento e dava pouco em campo, não por falta de vontade, mas pela idade mesmo.

Como da última vez que escrevi critiquei e muito a arbitragem, por incrível que pareça, nessas duas partidas contra o CAP e o Fluminense, não houveram grandes problemas com os homens do apito. E digo mais, contra o Atlético Mineiro, quando abrimos 1 a 0, no Mineirão, se não fosse a arbitragem, provavelmente ficaríamos neste placar uma vez que o Galo do Cuca é muito mal organizado em campo como vimos mais uma vez neste sábado contra o Flamengo (mas isso é assunto para outro texto).

Agora nova sequência dura: Palmeiras e Red Bull Bragantino, mesmo que na Vila Belmiro. Se for para fazer uma previsão, dois empate não seriam ruins, mas dá para somar uns 4 pontos aí e ficar ainda mais tranquilo nesta briga. No momento em que escrevo esse texto estamos em 11º lugar, sem jogos atrasados e com 35 pontos somados.

Deixe uma resposta

Leia mais