16.5 C
São Paulo
domingo, 17 de outubro de 2021

Empresas ainda não estão prontas para o modelo de trabalho híbrido

Sao Paulo, 11 de Outubro de 2021 14/10/2021 – A adoção urgente de ferramentas para trabalho remoto, dificultou o gerenciamento para as equipes de TI e a experiência do usuário, com plataformas fragmentadasTrabalhadores se sentem receosos com o retorno aos escritórios, mesmo com o avanço da vacinação e as organizações investem em ambientes mais abertos e colaborativos

O novo formato de trabalho – o híbrido – veio para ficar.  As pessoas querem balancear mais seu tempo com a família, do que o gasto em deslocamentos, ou longas horas no escritório.  Entretanto, com relação às soluções de tecnologia, um levantamento da Zoom demonstrou e 68% das organizações ainda não têm um plano em vigor para a implementação do trabalho híbrido. O levantamento foi feito nos Estados Unidos com cerca de 1.000 trabalhadores. No mesmo estudo, 73% dos respondentes estavam preocupados com o retorno ao escritório, no que diz respeito às aglomerações, pessoas indo trabalhar doentes, etc. E as organizações estão considerando seriamente essas preocupações pois mais da metade dos pesquisados, considerariam deixar seu trabalho atual se a empresa não estiver considerando os protocolos de segurança.

No Brasil, segundo a Secretaria de Previdência e Trabalho, nos primeiros seis meses de 2021, foram emitidos cerca de 64 mil afastamentos por Covid, contra 37 mil de abril a dezembro de 2020 – um aumento de 75%. Isso demonstra que as empresas precisam instalar protocolos de utilização do escritório, com equipamentos e infraestrutura adequados. Com menos funcionários trabalhando no escritório, mas com grupos produzindo remotamente ao mesmo tempo, as infraestruturas comerciais devem exigir novos aplicativos e integrações que permitam aos funcionários, agendar seu tempo no escritório e encontrar a mesa certa no lugar certo para equilibrar o distanciamento social adequado e a colaboração.

Para Juarez de Cavalho, diretor de tecnologia e inovação da XP On, empresa de soluções de tecnologia para colaboração, “Muitas empresas fizeram investimentos em equipamentos para salas de reuniões e videoconferências em 2019.  A pandemia obrigou todos a adquirirem alguma plataforma de colaboração para ser possível a continuidade dos negócios.  Com a adequação dos escritórios para absorver apropriadamente uma quantidade limite de funcionários, ao mesmo tempo, as ferramentas adotadas nesse meio tempo, tornaram o gerenciamento fragmentado, abrindo brechas para falta de segurança e limitações de integração entre as ferramentas, além de ser mais difícil em termos de user experience”, enfatiza.

Num levantamento mais recente feito pela empresa KPMG com 361 empresários no Brasil, o anúncio de novas cepas do coronavírus mudou o calendário de retorno ao escritório. Para 38% dos respondentes, é necessário reduzir o ambiente de trabalho ou manter o espaço atual mesmo após a vacinação. Já outros 14% deles também sofreram redução, mas têm a expectativa de retomar ao espaço anterior.

Neste cenário, consolida-se uma tendência que surgiu em 2015, a dos “huddle rooms”: modelo de sala de reunião colaborativa.  As huddle rooms facilitam a colaboração e a comunicação entre os membros da equipe, ao mesmo tempo que tornam a experiência mais íntima. Esse tipo de ambiente faz parte da transformação digital para muitas empresas, que foi acelerada pela pandemia à medida que as organizações continuam a fazer a transição para espaços menores e mais flexíveis.

As mudanças macro ambientais colaboram para que as ofertas e as demandas se adequem ao mercado. Pensando neste novo cenário, a XP On Consultoria em TI montou ofertas de salas de reunião no modelo SaaS denominado “XP On Signature“, ajudando empresas a manterem suas salas e equipamentos atualizados nesta nova economia. “A tendência de ofertas SaaS beneficia corporações de todo tamanho, levando simplicidade operacional, mantendo a estrutura dos clientes atualizados em suas infraestruturas internas de salas de reunião e plataformas de colaboração, sem a necessidade de investir muito em novos equipamentos todos os anos, à medida que a tecnologia evolui rápido demais, especialmente agora com o novo formato de trabalho híbrido”, afirma Paulo David, diretor de vendas da XP On. 

Website: http://www.xpon.com.br/planos-xpon-signature

Deixe uma resposta

Leia mais