23.5 C
São Paulo
terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Alcoolismo entre jovens e idosos: Grupo Casoto explica como buscar tratamento?

É muito comum ouvirmos falar sobre o abuso de drogas e álcool por jovens. Mas você sabia que o alcoolismo entre jovens também é frequente e existe a possibilidade de buscar tratamento? Para sanar estás dúvidas a Fernando diretor e fundador do Grupo Casoto da algumas dicas confira!

Com uma população mundial com faixas etárias cada vez mais avançadas devido ao aumento da expectativa de vida, é natural que a porcentagem de alcoólatras idosos e jovens também aumente. No entanto, o descaso crescente das pessoas com relação aos mais velhos é mais um dos fatores que estão incentivando a busca pelo álcool como uma fuga da realidade.

Em um levantamento realizado pelo Instituto Datafolha, constatou-se que 9% dos homens e 1% das mulheres na terceira idade têm o hábito de consumir bebidas alcoólicas diariamente. Os impactos disso para a saúde são graves, ainda mais nessa faixa etária.

Por conta do envelhecimento, os idosos podem apresentar problemas como quedas, tremores, insônia, irritabilidade, falta de apetite e perda de memória. Com o passar do tempo, as consequências e sequelas tendem a piorar. 

Neste artigo, veremos 5 dicas valiosas para o enfrentamento do alcoolismo entre adolescentes. Continue acompanhando e saiba o que fazer para lidar com essa situação!

1. Conhecer os efeitos do álcool no organismo 

O primeiro passo para lidar com o alcoolismo é justamente conhecer os efeitos do álcool no organismo. Em nossa sociedade, há uma glamourização das bebidas alcoólicas, sendo sempre relacionadas a momentos de comemoração e alegria. Mas não é exatamente isso que acontece na prática.

A dependência química e alcoólica está relacionada com diabetes, doenças cardiovasculares, problemas gastrointestinais, transtornos mentais, ansiedade, depressão, Mal de Alzheimer, demência e até mesmo com o câncer. Isso sem falar no impacto nas relações pessoais e familiares. 

Os mais idosos têm um aumento na sensibilidade em relação ao álcool diferente de pessoas mais jovens, pois o corpo fica menos tolerante a esse tipo de substância. Com isso, os efeitos se amplificam e podem inclusive servir como porta de entrada para outros vícios. 

Se você é idoso ou tem alguém próximo que está dando indícios de alcoolismo nessa faixa etária, busque por orientação ou ajude a pessoa a se informar a respeito. 

2. Estar atento à combinação de remédios com bebidas alcoólicas

Outro problema diretamente relacionado é o uso combinado de bebidas alcoólicas com medicamentos. Os fármacos têm o seu funcionamento afetado pelo álcool, podendo agravar as condições que levaram à necessidade de se medicar.

Além disso, os efeitos colaterais secundários dessa mistura não são nada agradáveis. O idoso pode ter vertigens, náuseas, vômito, dores de cabeça, perda de coordenação motora e intoxicações. Remédio e bebidas não combinam em nenhuma situação. Tome muito cuidado.

3. Buscar por auxílio profissional

O idoso tem mais dificuldade em aceitar que está enfrentando o alcoolismo na terceira idade e jovens, pois acredita que é experiente e, por isso, sabe o que está fazendo. Ao ser repreendido por familiares, ele costuma se retrair e não aceitar que os mais jovens ditem o que ele deve fazer ou deixar de fazer.

Nesse sentido, o diagnóstico de um especialista pode ser imprescindível para que a pessoa compreenda melhor a situação e aceite se afastar das bebidas alcoólicas. O tratamento para alcoólatras contempla não somente a questão da saúde física, mas também a parte psicológica e social. 

Quando há fatores que desencadeiam o interesse por álcool, como viuvez, solidão, falta de perspectiva para o futuro, aposentadoria, poucas opções de lazer e doenças típicas da velhice, a abordagem psicossocial é fundamental para cortar o mal pela raiz. Em muitos casos, não é sequer necessário o uso de medicamentos, bastando a desintoxicação e psicoterapia.

4. Contar com o apoio de amigos e de familiares

Quando temos uma pessoa próxima que está abusando da bebida alcoólica, a primeira reação costuma ser de revolta. No entanto, o amor, o carinho e o apoio de familiares e amigos é indispensável no tratamento no Grupo Nova Vida.

O alcoolismo é uma doença da qual é difícil conseguir se desvencilhar sozinho. Mas ao perceber que está sendo amparado e acolhido pelas pessoas que mais ama, o idoso encontra mais motivação para vencer esse desafio. 

5. Frequentar grupos de ajuda

Por fim, mas não menos importante, estão os grupos de ajuda. Além do AA (Alcoólicos Anônimos), contamos hoje com muitas comunidades terapêuticas que ajudam os viciados em álcool a se recuperar e a retomar as rédeas da própria vida novamente.

Compartilhar experiências, sejam elas boas ou ruins, é uma atitude inteligente. Somos seres sociais e podemos vencer o alcoolismo seja na terceira idade ou entre adolescentes com a ajuda de outras pessoas que passam pela mesma situação.

Explore todas as localidades das clínicas de reabilitação:

Acre

Alagoas

Amapá

Amazonas

Bahia

Ceará

Distrito Federal

Espírito Santo

Goiás

Maranhão

Mato Grosso

Mato Grosso do Sul

Minas Gerais

Pará

Paraíba

Paraná

Pernambuco

Piauí

Rio de Janeiro

Rio Grande do Norte

Rio Grande do Sul

Rondônia

Roraima

Santa Catarina

São Paulo

Sergipe

Tocantins

Vale a pena entender o funcionamento da mesma, basta apenas entrar em contato ainda hoje e por fim agendar uma visita!

Tratamento

Internação

Para conhecer tratamentos completos para dependentes químicos e alcoólatras, procure a Guia de Reabilitação e converse com a equipe de suporte!

Conheça também: Remédio caseiro para dependentes químicos

Leia mais sobre o assunto em  Guia de Clínicas de Recuperação artigos que te ajudarão a fazer um tratamento adequado.

Entre em contato hoje mesmo com a Clínica de Recuperação Grupo Casoto ! Vale lembrar que eles contam com clínicas de dependentes químicos em todo Brasil.

Fale via WhatsApp: (11)94797-6909

Prestadora de Servicos Webhttps://www.prestadoradeservicosweb.com.br
Desenvolvimento Web A Prestadora de Serviços Web em São Paulo. Pensamos em desenvolvimento de sites, ite acessível para todo tipo de dispositivo (celular, tablet, computador etc), SEO, Adwords, Buscadores como Google priorizam sites responsivos. Assessoria de Imprensa e Comunicação: Faça seu negócio aparecer em Jornais, Revistas, Sites, TV, Rádio E Mídias sociais

Deixe uma resposta

Leia mais