23.5 C
São Paulo
terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Você é intraempreendedor e sonha em ser empreendedor?

Empreender tem sido cada vez mais uma opção nesses nossos tempos escassos quando se trata de buscar trabalho como profissional efetivo, com carteira assinada e os demais benefícios.

Isso porque o desenvolvimento tecnológico tem sido intenso e inúmeras profissões estão, literalmente, desaparecendo, devido ao uso de robôs, por exemplo. Em razão disso as vagas de empregos criadas serão cada vez mais raras e os critérios seletivos, mais exigentes.

Esta também é uma das razões que levam as pessoas a empreenderem, a finalmente buscar a concretização daquele sonho antigo de serem seus próprios patrões, de terem autonomia e poder de decisão. Muitas vezes o sonho do negócio próprio é motivado por uma ideia ou projeto, há muito acalentado, mas que não saiu do papel por causa da necessidade de se trabalhar como assalariado, não é mesmo?

Mas também é comum que as pessoas se tornem empreendedoras devido à necessidade de sobrevivência ou para que consigam sustentar suas necessidades.

Contudo, não importa a razão e sim que essa iniciativa, essa transição entre intraempreendedorismo e empresariado seja feita com certo planejamento e disciplina.

Antes de seguirmos, você sabe o que significa uma pessoa intraempreendedora?

Pois intraempreendedora é a pessoa que mesmo trabalhando em uma empresa, já expressa características empreendedoras como desejo constante de aprender, facilidade de adaptação, gosto por desafios etc. Saiba que estas características serão muito importantes caso esta mesma pessoa resolva mesmo sair da empresa para criar seu próprio negócio.

Ou seja, se um funcionário intraempreendedor que sonha com sua própria empresa, finalmente resolve dar esse passo para se tornar empresário (empreendedor), o ideal é que ele mantenha e aprimore todas as qualidades que o fizeram alçar esse ‘voo’ para o mundo dos negócios de forma autônoma, como empresário dono do seu próprio negócio. Por isso, se este é o seu caso, se você pensa em empreender, em ter sua própria empresa (um restaurante, uma escola de idiomas, um salão de beleza, uma agência de marketing digital etc.) saiba que a busca pela qualificação constante, o desejo de aprendizado também constante, a facilidade de adaptação e a coragem para enfrentar desafios (entre outros atributos) são algumas das qualidades que você terá que desenvolver.

No mais, boa sorte e esteja atento aos quesitos para atravessar a fase da transição entre intraempreendedorismo e empresariado com segurança e planejamento.

Sobre as autoras: Soraia Mendonça: é cientista contábil, consultora tributária e financeira, apresentadora e Training of People;
Vera Araújo: É mentora executiva e de negócios e apresentadora do programa ‘Hora Empreendedora’ na rádio Black Sampa.

Deixe uma resposta

Leia mais