12 C
São Paulo
quinta-feira, 29 de julho de 2021

O fracasso das políticas públicas brasileiras no combate ao trabalho escravo contemporâneo

Infelizmente o trabalho forçado faz parte da cultura econômica do Brasil, e está historicamente ligado ao processo de colonização do país, com a utilização do trabalho escravo por séculos e a perpetuação dessa forma de mão de obra, que atualmente encontra-se dissimulada sob uma nova forma de escravidão contemporânea, que assume diversas nomenclaturas, tais como: trabalho degradante ou análogo à condição de escravo. É importante enfatizar que a exploração da mão de obra no Brasil é fato socialmente aceito em decorrência de suas raízes históricas e se prolonga por todo o território nacional, sendo mais arraigado em regiões mais pobres, que concentram índices significativos de miséria. Nessas regiões, observa-se que famílias são exploradas por não terem condições de comprar o necessário para a sua subsistência diária. Pessoas são exploradas e sob o argumento de que “o trabalho engrandece e dignifica o homem”, são utilizadas somente como objetos de produção de riqueza.

Palavras-chave: Escravidão. Dignidade da Pessoa Humana. Políticas públicas.

Autor:

Wallace Moacir Paiva Lima

Download:

10 COMENTÁRIOS

  1. Embora o trabalho escravo tenha sido abolido, por trás dos nossos olhos há muitas pessoas que ainda trabalham em regime de escravidão, mas…

  2. É notório o trabalho escravo em grande parte do nosso país , importante atentarmos para isso e tentarmos mudar esse quadro nas urnas !!!

  3. Ótimo artigo, muito pertinente a nossa sociedade desigual, tendo origem em sua história sócio econômica, nos faz refletir e entender, o quanto ainda precisamos evoluir pra sair dessa situação vergonhosa e degradante.

  4. O rico domina sobre os pobres, e o que toma emprestado é servo do que empresta.
    Provérbios 22:7
    Dês que o mundo é mundo no decorrer da história sempre deve a classe dominante e os menos favorecidos, isso podemos ver no sistema de governo do Egito, nas conquistas de Roma, e nos colonizadores e entre esses o Brasil que já nasceu com uma política escravagista e mesmo depois da abolição ainda podemos dizer que muitos brasileiros vivem como escravos, seja patronal ou através dessa política corrompida, enquanto não existir uma melhor distribuição de renda e a educação pública se igualar ao sistema de educação participar teremos sempre esse Brasil de escravos como boi marcado guiados pelos coronéis da política.

  5. Otimo artigo ; de grande esclarecimento ao fato de pessoas q aceitam ainda hj esse tipo de trabalho por realmente não terem opção sob a classe econômica q vivem! Isto precisa ser mudado de fato. Parabéns ao escritor
    !

Deixe uma resposta

Leia mais

%d blogueiros gostam disto: