20 C
São Paulo
sábado, 22 de janeiro de 2022

Intérrito

É possível?

Na multidão, estar invisível

em meio à humilhação, ser insensível

sair da relação, irreconhecível…

Mundo tóxico, tendências abusivas

convivências nulas, pessoas destrutivas.

Mas viver, tem um significado

Bom ou ruim, resiste a um propósito inexplicado.

Tudo frui o seu valor

o axioma deste infinito, ainda é o amor.

Respire, reze e lute!

Uma ocasião, a luz transparece

Não temas. Apenas se esforce…

Tu és um ser impensavelmente forte

A bênção regressará em estado de sorte.

E, enfim, o livre arbítrio será o teu norte.

Autor:

Poema: Amaro Flecha
Fotografia: Cecileny Cecília

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Leia mais

Tempos incertos

Duas de mim: uma coluna particular

Prevenção e controle de riscos

A copinha

%d blogueiros gostam disto: