21.2 C
São Paulo
terça-feira, 30 de novembro de 2021

Contribuição protestante à educação brasileira (1870-1940)

O objetivo deste artigo é investigar se houve contribuição protestante para a educação brasileira, uma vez que entendemos que o protestantismo, desde as suas origens no Século XVI, defendia a importância da educação para todas as esferas da sociedade. Segundo Rubens (2009) os primeiros protestantes, desde o alemão Martinho Lutero, já entendia que a educação deveria ser pública e acessível a todos, inclusive aos camponeses e às mulheres. A educação neste período da história era um privilégio apenas da elite dominante e do clero, que era controlado e mediado pelo crivo da Igreja Católica. Ainda, os protestantes defendiam que a educação era importante não apenas no campo religioso, mas que deveria ser disponibilizada para o cidadão comum e em todas as esferas da vida, afim de que pudesse desenvolver suas capacidades de convívio, de forma digna com outros, e também desenvolver suas habilidades naquilo que se propusesse fazer no âmbito profissional, conforme menciona Rubens.

Autor:

Alexandre da Silva

Download:

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

Leia mais

%d blogueiros gostam disto: