19.3 C
São Paulo
sexta-feira, 3 de dezembro de 2021

A vulnerabilidade da criança e do adolescente à publicidade no YouTube

Este artigo tem como propósito a análise acerca da vulnerabilidade da criança e do adolescente frente às publicidades na plataforma digital de vídeos, o YouTube. Salienta-se que a publicidade infantil tem estratégia em divulgações de produtos, serviços, desenhos animados, trilhas sonoras, jogos, enfim, mistos e vastos elementos que focalizam o público infantojuvenil. Com o avanço tecnológico e sua acessibilidade há aumento progressivo de usuários da internet e das mídias sociais, em decorrência disso, as crianças também fazem parte desse público. As mídias sociais têm demasiado poder em persuadir o infante, em virtude de assumir posição peculiar, as crianças e adolescentes estão em formação de personalidade e discernimento, por isso cada publicidade dirigida ao público deve ser analisada de forma especial. Nesta pesquisa bibliográfica avalia-se preliminarmente as garantias e proteções regulamentadas por leis em relação à criança e o adolescente, inclui informações sobre a publicidade infantil no Brasil, a busca por melhor compreender a internet e o YouTube, assim como a maneira com que o público em questão é vulnerável a conteúdos publicitários no YouTube que não correspondem à sua faixa etária. Para tanto, com escopo em aprofundado conhecimento, utiliza-se a Constituição Federal, o Estatuto da Criança e do Adolescente, o Código de Defesa do consumidor e outras normas basilares para a realização desse trabalho. É comovente saber que apesar de existir normas garantidoras ao infante e normas que restringem a publicidade infantil, ainda assim, não há fiscalização em tempo real que consiga proteger cada criança e adolescente de conteúdos inapropriados.


Palavras-chave: Criança. Adolescente. Vulnerabilidade. Publicidade Infantil. YouTube.

Autoras:

Karina Mafra Aquino Reis, discente do curso de Direito pelo Centro Universitário UniFTC de Vitória da Conquista – UniFTC.
Évila Deveza Santos Carrera, professora Orientadora do Centro Universitário UniFTC de Vitória da Conquista – UniFTC, Bacharela em Direito, Pós Graduada em Direito Processual Civil e Metodologia do Ensino Superior.

Download:

2 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente hoje muitas crianças são largadas com o celular e os pais acabam nem vendo por onde navegam, e as publicidades, cada vez maiores, por vezes acaba levando as crianças para outros sites e caminhos…

Deixe uma resposta

Leia mais

%d blogueiros gostam disto: