17.1 C
São Paulo
quarta-feira, 21 de abril de 2021

Carta aberta ao Coronavírus

Caro Coronavírus, venho por meio desta expressar minha mais profunda tristeza com a sua presença entre nós. É preciso deixar muito claro que, mediante ao atribulado relacionamento que temos e a enorme quantidade de transtornos causados por vossa desgracença, tomo aqui a liberdade de falar em nome de todos os seres humanos que habitam o globo terrestre: ninguém está feliz com você aqui!

Sabe, Corona, relacionamentos são uma via de mão dupla. Para coexistirmos aqui sem que a gente pense durante 24 horas se estamos bem protegidos contra você ou então quais novas armas já surgiram para acabar de uma vez com a sua raça, você teria que mudar esse seu jeito de ser.

Sua persistência em nos perseguir é irritante. E agora deu de nos assustar ainda mais com essas tais variantes. Vá te catar, Corona! Pessoas que eu amo vivem com medo. Tem gente perdendo o trabalho, ficando depressiva, perdendo a vontade de viver, sem falar em quantos de nós você literalmente já matou.

Não tem sido nada fácil viver desde que você chegou e mudou tudo por aqui, mas tem uma coisa boa, isso nos trouxe uma grande capacidade de união. Particularmente nunca vi entre os meus pares tanta empatia e amor ao próximo. É claro que existem alguns que acabam se aproveitando para tirar vantagens pessoais e até financeiras dessa crise toda que você causou, a gente também não é fácil, mas felizmente parecem ser exceções.

Para finalizar, espero que de alguma forma esta carta chegue até você, Corona, e te faça refletir sobre essa nossa relação. Do jeito que está, não dá mais. Despeço-me com meus mais sinceros desejos do seu extermínio e deixo aqui um aviso: pode ter certeza, uma hora ou outra a gente vai te pegar e acabar com você!

Guilherme M. Bonfim
Redator publicitário, cronista e roteirista.

3 COMENTÁRIOS

  1. Quantas vidas se foram… quantas empresas, indústrias faliram… e vê-se que embora tenhamos a vacina, ainda estamos longe de exterminar este bendito corona. Mas que em breve tudo se acabe, e que possamos comemorar, nos unir e voltar a vida normal. E aos que se aproveitaram para explorar financeiramente as pessoas, que Deus lhes dê o que merecem.

  2. Torçamos para que essa pandemia acabe logo, está na hora de terminar esse relacionamento (rsrs), e voltarmos a nossa rotina, a nossa vida “mais livre” que tínhamos.

Deixe uma resposta

Leia mais

Carta aberta ao Coronavírus

Gente que escreve

Dinheiro na mão é vendaval?

%d blogueiros gostam disto: