20.1 C
São Paulo
quarta-feira, 21 de abril de 2021

A Concepção de Justiça sob a Ótica das Escolas Helenísticas

O presente artigo tem como objetivo apontar a visão de determinados habitantes de um período histórico sobre o tema justiça, de forma que se mostre o contexto no qual esses habitantes se inseriam. Os pensamentos apresentados por filósofos da Grécia Antiga se mostram surpreendentemente contemporâneos, refletem respostas para as mais variadas questões coletivas e individuais e de certa forma explicam muito sobre os regimes políticos hoje existentes. Buscou-se apresentar as escolas mais conhecidas da era helenística, formada por uma cultura cosmopolita marcada pela ética pessoal e individual que refletiu no coletivo e na transformação do pensamento de Justiça Natural como ordem legal de origem divina para o pensamento sobre um Direito Natural intrínseco ao homem e acima das leis criadas por ele. Período também em que nasce a ideia de um Contrato Social e embasa pensamentos sobre a ética utilitarista. Em suma, esse trabalho é uma pequena exposição para voltar-nos à Antiguidade e ao berço das noções não só da justiça como da ética e da moral e assim não nos alienarmos dos seus significados.

Autora:

Fernanda de Carvalho de Moraes

Graduanda no curso de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Download:

Deixe uma resposta

Leia mais